No dia do Advogado, Ohofugi aponta que profissionais enfrentam problemas com prerrogativas

73

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Tocantins (OAB-TO),  Walter Ohofugi Júnior concedeu nesta sexta, 11, dia no qual é comemorado o dia do advogado, uma entrevista exclusiva ao Portal Gazeta do Cerrado falando sobre o atual cenário da profissão no Estado.

Segundo o presidente da OAB-TO, a ordem conta com cerca de 300 advogados efetivos espalhados por todo o Estado, uma vez que a profissão é fundamental para garantir um estado democrático. “A advocacia se faz muito presente nos quatro cantos do Estado. É um trabalho árduo e diário que garante a verdadeira democracia” disse”.

unnamed

Um dos principais problemas mais sérios enfrentados pelo quadro de advogados da OAB-TO, de acordo com o Ohofugi, está relacionado às prerrogativas do profissional, que segundo ele, não são privilégios e sim direitos assegurados por lei. “Às vezes nos deparamos com situações de advogados que não tem acesso ao processo e encontram dificuldade para tirar cópias de procedimentos judiciais” afirmou.

O presidente disse ainda que a primeira tentativa de resolução desse tipo de problema é o diálogo, quando isso não funciona a Ordem conta com o apoio da procuradoria dos advogados, que foi criada para defender os direitos  inerentes aos profissionais da categoria. Essa procuradoria é composta por 48 advogados voluntários e dois contratados para atuar em defesa dos membros da OAB-TO.

Questionado a respeito dos posicionamento da Ordem em relação aos assuntos polêmicos, que interessam toda a sociedade, como é o caso do pedido de impeachment do presidente Michel Temer,  Ohofugi relatou que existe um conselho Federal no Estado, composto por seis membros da Ordem, que delibera sobre as decisões a serem tomadas, depois disso esse conselho se junta aos demais conselhos das OAB’s de todo país para decidir o posicionamento da Ordem em âmbito nacional. “No caso do presidente Temer, nós convocamos uma sessão de última hora e aprovamos junto ao conselho seccional o posicionamento favorável ao impeachment do presidente” explicou.

Origem do Dia do Advogado

O Dia do Advogado é celebrado em 11 de agosto em homenagem a criação dos dois primeiros cursos de Direito no Brasil, em 1827. A Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo; e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco, foram criadas por D. Pedro I.

Tradicionalmente, no dia 11 de agosto (em comemoração ao Dia do Advogado), os estudantes de direito festejam o chamado “Dia da Pendura”, quando saem pelos restaurantes próximos da universidade, consomem e não pagam, pois a conta fica “pendurada” para que o dono do restaurante pague.

Em algumas regiões do país, os profissionais também comemoram o dia 19 de maio, Dia de São Ivo, padroeiro dos advogados.

Sua opinião é muito importante: