Super pai: Bombeiro dedica vida para ajudar no tratamento da filha de dois anos

241

DSC_2719

Nesse domingo em que se comemora o dia dos pais, o Corpo de Bombeiros reconhece e a luta de um pai bombeiro, o sargento Manoel Pereira, que carrega no peito duas missões, ser bombeiro e pai da pequena Mariana. Com o nascimento prematuro (28 semanas), Mariana pesava menos que 1kg, e com complicações cerebrais a menina precisava de cuidados especiais. O bombeiro não ficou de braços cruzados com a colaboração de amigos fez várias campanhas para custear o tratamento de mais de R$ 100 mil.

Manoel encabeçou várias campanhas de arrecadação de fundos, uma delas foi ‘Anda Mariana’ que contou com a ajuda de amigos e do Corpo de Bombeiros. “Nossa vida mudou completamente após o nascimento da Mariana, foi um divisor de águas. Como pai me senti impotente, precisava fazer alguma coisa, para que minha filha tivesse ao menos a chance ser uma criança que pudesse andar, correr, falar”, conta o bombeiro.

Hoje a menina tem dois anos e por meio das contribuições de amigos, da igreja que a família freqüenta e da corporação, Mariana está fazendo tratamento no Paraná. “Eu arregacei as mangas e corri atrás, as pessoas foram conhecendo nossa história e Deus foi se encarregando de tocar no coração de cada um, que ajudou de coração aberto”, lembra Manoel.

Além da Mariana, ele é pai de outros dois meninos e diz que se sente realizado. “Hoje vivemos em função do tratamento da Mariana, mas isso só reforçou nossos laços de amor, estamos cada vez mais unidos. Esse dia dos pais é motivo de alegria, como pai não gostaria de ter outros filhos, amo cada um da forma que são. Acho que não agi diferente do que fariam outros pais, na hora a gente cria coragem e enfrenta a missão”.

“Parabéns ao Sargento Manoel pela sua coragem e determinação no enfrentamento diário, e pela sua história de vida, transmitir a todos os pais, em especial aos pais bombeiros, a grata satisfação de sermos pais.” Destacou o Comandante Geral, Coronel Dodsley Yuri.

 

Entenda 

Durante a gravidez, Raimunda Pereira, sofreu uma grave infecção que comprometeu o hemisfério cerebral esquerdo de Mariana. Em função da lesão, a menina sofre de atrasos na fala e no desenvolvimento motor. Com o dinheiro arrecado a família conseguiu pagar parte do tratamento no sul do país. Após o início do tratamento a menina conseguiu bons resultados, como se equilibrar sobre os dois pés (com ajuda de um adulto) e o melhorar o desenvolvimento da fala.

Você ainda pode ajudar, uma vez que os pais conseguiram apenas um terço do valor total. A conta corrente é 90234-9, agência 1886-4, Banco do Brasil em nome da mãe Raimunda Ribeiro Pereira.

Sua opinião é muito importante: