Curso de Medicina da UFT tem o melhor índice do Enade na região Norte

667

Alunos de Medicina durante estágio no Hospital Geral de Palmas (Foto: Victor Melo/Divulgação - Arquivo Dicom)

Alunos de Medicina durante estágio no Hospital Geral de Palmas (Foto: Victor Melo/Divulgação – Arquivo Dicom)

O curso de Medicina da Universidade Federal do Tocantins teve o melhor índice do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) referente ao ano de 2016 da região norte do País. Os números foram divulgados no início deste mês pelo Ministério da Educação. Com Índice Geral de Cursos Contínuo (IGC Contínuo) em 3,4072 que resultou em uma nota na faixa quatro (4), o curso superou o de outras 16 instituições avaliadas na região Norte e ficou em primeiro lugar.

O Enade é realizado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e mede o desempenho dos estudantes (avaliando conhecimento, competências e habilidades) ao longo do curso.

O curso de Medicina da UFT foi destacado também como um dos 50 melhores do País em 2016, conforme pontuou a revista Quero Bolsa, que utilizou também a nota do Enade. A revista é especializada em vestibulares e, na planilha divulgada pela publicação, a UFT figura em 25º lugar.

Segundo o coordenador do curso, professor Paulo Geovanny Pedreira, a nota quatro (4) representa o caminho rumo à excelência no ensino médico. “Representa o trabalho da universidade em devolver à comunidade tocantinense profissionais médicos gabaritados e bem formados em prol da saúde da população. Vamos continuar nos empenhando ao máximo, cada dia mais, para que possamos alcançar a nota 5 e sermos referência de ensino e de saúde em toda a reunião norte e no Brasil”.

O presidente do Centro Acadêmico do curso, Wanderson Batista Silva, frisou que o índice é uma marca positiva que os estudantes de Medicina levarão para as carreiras acadêmica e profissional. “Este resultado histórico é fruto de uma conquista coletiva, da dedicação de alunos, professores e técnicos administrarivos. O curso tem potencial para a excelência, especialmente após a construção do Hospital Universitário do Campus de Palmas”. Segundo o acadêmico, todos os públicos do curso (docentes, alunos e técnicos) são muito unidos em prol da graduação. “A conquista também é fruto da determinação da administração central da Universidade, que sempre está trabalhando pela qualidade de seus cursos, sempre atenta às demandas que ecoam do curso”, complementou.

Entenda mais

Na apresentação do resultado, o Conceito Enade é arredondado na escala de 1 a 5, mas também pode ser exibido em sua forma de dízima, denominada pelo MEC como IGC Contínuo. É neste IGC que é possível verificar a pontuação da UFT, superior às dos demais cursos avaliados na região Norte.

O Conceito Enade é um indicador de qualidade que avalia os cursos por intermédio dos desempenhos dos estudantes no Enade. Seu cálculo e divulgação ocorrem anualmente para os cursos com pelo menos dois estudantes concluintes participantes do Exame. O Conceito Enade mantém relação direta com o Ciclo Avaliativo do Enade, sendo os cursos avaliados segundo as áreas de avaliação a ele vinculadas. O Ciclo Avaliativo do Enade compreende a avaliação periódica cursos de graduação, com referência nos resultados trienais de desempenho de estudantes. As áreas e eixos tecnológicos de cada ano do ciclo são os seguintes:

  • Áreas – Bacharelados e Licenciaturas
    Ano I – Saúde, Ciências Agrárias e áreas afins (2016);
    Ano II – Ciências Exatas, Licenciaturas e áreas afins (2017);
    Ano III – Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e áreas afins (2018).
  • Eixos Tecnológicos
    Ano I –  Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar e Segurança (2016);
    Ano II – Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Produção Industrial (2017);
    Ano III  – Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design (2018).

A partir da edição de 2015, o cálculo do Conceito Enade passou a ser realizado por curso de graduação, identificado pelo código do curso constante no Sistema e-MEC, conforme enquadramento realizado pela IES no Sistema Enade.

Para um entendimento detalhado sobre a metodologia de cálculo do Conceito Enade, consulte a Nota Técnica referente ao ano desejado.

Confira como foram avaliadas as Instituições de Ensino Superior relativas ao Curso de Medicina na região Norte:

Nome da IES (Sigla) Município (UF) Conceito Enade
(Contínuo)
Conceito Enade
(Faixa)
Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Manaus (AM) 2,7929 3
Universidade Federal do Pará (UFPA) Belém (PA) 1,9204 2
Universidade Federal de Roraima (UFRR) Boa Vista (RR) 2,4579 3
Universidade Nilton Lins (UniNiltonLins) Manaus (AM) 0,0016 1
Universidade Federal de Rondônia (Unir) Porto Velho (RO) 3,3058 4
Universidade Federal do Acre (Ufac) Rio Branco (AC) 2,6292 3
Centro Universitário Unirg (Unirg) Gurupi (TO) 1,0743 2
Universidade do Estado do Amazonas (UEA) Manaus (AM) 1,9792 3
Faculdades Integradas Aparício Carvalho Porto Velho (RO) 0,7505 1
Faculdade Presidente Antônio Carlos (Fapac) Porto Nacional (TO) 1,5086 2
Faculdade São Lucas (FSL) Porto Velho (RO) 0,9192 1
Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (Facimed) Cacoal (RO) 1,7804 2
Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa) Belém (PA) 3,0698 4
Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína (Fahesa/Itpac) Araguaína (TO) 1,9806 3
Universidade Federal do Tocantins (UFT) Palmas (TO) 3,4072 4
Universidade Federal do Amapá (Unifap) Macapá (AP) 3,3550 4
Resultados do Conceito Enade 2016 (Lista completa)

Sua opinião é muito importante: