Furacão Irma deixa ao menos 40 mortos e mantém regiões em alerta

89
furacão_florida
Carlos Barria/10.09.2017/Reuters

A passagem do furacão Irma pelo Estados Unidos, Caribe e Cuba deixou ao menos 40 mortos, segundo autoridades. Só no Estado da Florida, 5,7 milhões de pessoas ficaram sem energia. Os prejuízos com a destruição são estimados em cerca de 50 bilhões de dólares.

Governos europeus, inclusive da França e do Reino Unido, que controlam muitos territórios atingidos no Caribe, lançaram um plano de emergência para ajudar as populações locais e iniciar a reconstrução das regiões devastadas.

Durante a segunda-feira (11), o Irma, avaliado como um dos mais potentes já registrados no Atlântico, foi rebaixado para tempestade tropical e chegou ao Estado da Georgia. Mais de 100 mil pessoas ficaram sem luz.

O governo da Georgia, da Carolina do Sul e do Alabama mantiveram o estado de alerta, determinando que a população não saísse de casa devido à intensidade dos ventos e das chuvas.

Entre as mortes, 27 foram nas ilhas do Caribe (Barbuda, St. Martin e as Ilhas Virgens Britânicas), 10 em Cuba e uma na Florida. O Irma também desalojou 24.116 pessoas na República Dominicana.

 Uma semana antes, o furacão Harvey inundou uma vasta porção de Houston, no Texas. A temporada oficial de furacões no Atlântico ainda dura quase três meses.
Fonte: R7.com

Sua opinião é muito importante: