Mulher que aplicava golpes através de relacionamentos virtuais é presa em Taquaruçu

1292

computador-virtual

Texto: Rogério de Oliveira

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), com apoio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC –Palmas), efetuou, no final da tarde da última segunda-feira, 11, a prisão de Elizânia Martins Almeida, 35 anos de idade.

Ela é suspeita, em tese, pela prática dos crimes de estelionato e falsa identidade e foi capturada, por policiais da DEIC, mediante cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisão preventiva, quando se encontrava no distrito de Taquaruçu.

Conforme a delegada Milena Lima, responsável pelo caso, a investigação que resultou na prisão de Elizânia teve início, há 10 dias quando algumas vítimas procuraram à Polícia Civil informando que haviam caído em um golpe de relacionamento virtual e enviado dinheiro à mulher.

De acordo com o apurado pela equipe da DRCC, a suspeita utilizava-se da imagem de uma prima, bem como se passava por ela, a fim de começar relacionamentos virtuais visando obter vantagens indevidas. Para convencer às vítimas, a lhe mandarem dinheiro, Elizânia alegava que morava nas cidades de Araguaína, ou Augustinópolis, dependendo da ocasião, e que o a quantia solicitada seria para ir ao encontro dos homens.

Assim que recebia o dinheiro, a suspeita, imediatamente, bloqueava a vítima, que ficava com o prejuízo. Durante seu depoimento, Elizânia confessou à prática dos crimes, mas se disse arrependida.  Após os procedimentos legais cabíveis, a mulher foi recolhida à carceragem da Unidade Prisional Feminina de Palmas, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Sua opinião é muito importante: