Guerra de números: Sintet diz que greve atinge 70%; prefeitura alega que 63% estão trabalhando

343
manifestacao_sintet
(Divulgação)

O Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Tocantins (Sintet) disse nesta sexta-feira, 15, ao Portal Gazeta do Cerrado, que 70% dos professores mantém paralisação. Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), diz que 63% dos servidores cumprem suas atividades nas escolas e CMEI’s.

Segundo a Prefeitura de Palmas, nenhuma unidade educacional está fechada, apenas com o número reduzido de alunos, apenas quatro. Entre elas, as ETI Santa Bárbara, do CMEI Sonho Encantado, Degraus do Saber e Carlos Drumond de Andrade.

A Prefeitura reafirma que reconhece as manifestações legítimas, o que não é o caso desta, que já foi declarada ilegal. Segundo o órgão, a gestão espera que os professores retornem com suas atividades, pois estão tomando medidas cabíveis para garantir o funcionamento adequado de todas as escolas.

Confira nota na íntegra:

NOTA: Gazeta do Cerrado

Assunto: Greve Sintet


Data: 15 de Setembro de 2017

 A Prefeitura de Palmas esclarece que nenhuma unidade educacional encontra-se fechada, existem algumas com número reduzido de alunos. Dentre elas, 4 estão com ausência de alunos, que é o caso da ETI Santa Bárbara, do CMEI Sonho Encantado, Degraus do Saber e Carlos Drumond de Andrade.

 Na manhã desta sexta-feira, 15, de acordo com levantamento feito pela Secretaria Municipal da Educação (Semed), 63% dos servidores cumpriram suas atividades nas escolas e CMEIs.

 A Prefeitura de Palmas reconhece todas as manifestações legítimas, o que não é o caso da greve, que já foi declarada ilegal pela Justiça e ratificada numa segunda decisão do Tribunal de Justiça do Tocantins. A gestão espera que os professores que aderiram ao movimento retornem as suas funções, pois está tomando todas as medidas para garantir o funcionamento de todas as escolas e atendimento aos alunos, mantendo todas as unidades abertas.

 

Sua opinião é muito importante: