Única agência bancária de Alvorada não movimenta dinheiro para evitar assaltos

103
Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A agência do Banco do Brasil, a única de Alvorada, sul do Tocantins, não movimenta mais dinheiro em espécie. Isso acontece desde que ela foi arrombada pela última vez, no fim de 2015. As opções são uma casa lotérica e uma agência dos Correios. Alguns moradores concordam com a medida, outros reclamam que a circulação de dinheiro diminuiu na cidade e tem causado problemas.

Foi o medo de novos ataques que mobilizou a administração da agência, comerciantes e clientes, que fizeram um acordo para barrar a entrada de dinheiro. Eles fizeram até um abaixo-assinado com mais de 300 assinaturas porque acreditam que a redução de serviços bancários evita assaltos. “Eu sou contra dinheiro porque se colocar R$ 50, os bandidos arrebentam e nós ficamos sem banco”, argumentou o pecuarista Ademir Aparecido Camilo.

O farmacêutico Agnon de Souza, que tem um estabelecimento no centro da cidade, conta que toda vez que precisa passar o troco, tem dificuldades. “O pessoal tem muito o costume de trabalhar com cédula, com dinheiro na mão e comércio local tem dificuldades para pagar seus boletos e fazer o depósito da quantidade que consegue arrecadar de espécie”.

A professora Walterny Mariana da Silva também discorda da medida e diz que tem dificuldades em fazer saques na casa lotérica e na agência dos Correios. “Vai ali na lotérica, R$ 100. Quantos dias tenho que ficar faltando trabalho para esperar fila? Quando chega no caixa, tem que esperar alguém depositar porque não tem dinheiro. Os Correios da mesma forma”.

A PM disse que além do policiamento normal faz bloqueios e abordagens para cuidar da segurança. A administração do Banco do Brasil não foi encontrada para se posicionar.

Fonte: G1 Tocantins

Sua opinião é muito importante: