Jovem de 23 anos é encontrado morto em Colinas; casos de suicídios preocupam

0
790
(Divulgação)

Brener Nunes – Gazeta do Cerrado

O jovem de 23 anos, Lucas Mattos, foi encontrado sem vida na manhã desta terça-feira, 13, em sua casa, na cidade de Colinas do Tocantins. Segundo a Polícia Militar, a vítima estava pendurada com uma corda no pescoço, já sem vida. Como não havia ninguém na residência os militares tiveram que arrombar o portão. A perícia foi acionada para os devidos procedimentos. Lucas morava na cidade há pouco tempo e estava no 3º período de Direito.

Orientação

A Gazeta do Cerrado conversou com a psicóloga Leny Carrasco, que atende grupos de com ideação de suicídio e automutilação no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Palmas. Durante a conversa com Leny, contamos a história de Lucas e que ele teria depressão. A psicóloga explica que nem sempre a depressão leva ao suicídio. “O suicídio não é necessariamente resultado da depressão, mas sim, existem muitos casos em que a depressão está relacionada. Não é regra, não tem resposta única. O correto é estudar o histórico de vida pessoa”, conta.

“O suicídio sempre é um momento de impulsividade. A maioria não pensa em suicídio em si, ela só quer desaparecer”, pontua.

Leny orienta que o correto é sempre buscar ajuda. “Devemos falar sim sobre o suicídio. Quanto mais a pessoa esconde, pior é. Se você esconde, não tem como resolver”, explica.

A profissional também orienta que quem precisar de ajuda o Caps está aberto todos os dias, das 7 às 17 horas, na quadra 804 sul, alameda 09, Lote 09. Contato pelo telefone (63) 3218-5247.

Outro meio de ajuda é o Centro de Valorização a Vida, um serviço online, que existe desde os 60, e que deve chegar ao Tocantins em breve.

Casos no Estado

Desde o ano passado foram registrados quatro suicídios e cinco tentativas entre jovens no Estado, o que tem chocado a sociedade. Grupos de estudo vem discutindo a questão da saúde mental e bem estar na juventude para evitar mais casos.

Sua opinião é muito importante: