Miranda faz discurso otimista, diz incomodar por ter respaldo popular e critica os que “esfaqueiam” quem já fez muito pelo Estado

0
134
(Foto: Marco Aurélio Jacob)

Direto do Palácio – Maria José Cotrim

Com auditório lotado e na presença de maioria dos deputados federais e ainda do senador Ataídes Oliveira, o governador Marcelo Miranda aparentou tranquilidade na véspera do julgamento dos seus embargos no TSE. O julgamento acontecerá nesta terça-feira, 17, e pode ser decisivo para o caso.

Ele primeiro falou no evento de lançamento da Agrotins e depois seguiu para entrega dos 94 tratores para 87 municípios do Tocantins. Dezenas de prefeitos estiveram presentes para receber as chaves dos tratores. ” Se estou aqui hoje é porque é mais um desafio na minha vida. Pessoal… profissional…e é por isso que não tenho jamais motivo de baixar a cabeça”, disse.

Miranda elogiou o trabalho da ATM e também da bancada federal. “Não peguei o telefone nenhum dia para dizer aos coordenadores: façam diferente porque quero privilegiar A ou B”, disse.

“Se tem uma pessoa que está com consciência tranquila, com fé, porque sou sabedor do que já fiz. Ando de cabeça erguida como muitos não tem condição de andar”, alfinetou sobre sua situação no momento.

“Queria que todos estivessem aqui e não para fazer as coisas contra mim pelas costas”, disse.

Ele falou ainda da sua vice Cláudia Lélis quem tem, segundo ele, demonstrado o que é ser fiel.

Miranda garantiu aos investidores e participantes da Agrotins que o evento acontecerá normalmente.

Maioria dos secretários participaram do evento.

Miranda agradeceu aos aliados : “vocês fizeram e fazem a diferença”, agradeceu.

“Tenham me tirar de qualquer jeito mas quando fazemos a política da boa vizinhança não tem jeito”, disse num momento da sua fala.

Miranda deixou uma mensagem: “Temos que manter serenidade e confiança nas instituições. O maior respaldo que sempre tive na vida pública é o do povo do Tocantins é isso incomoda muita gente mas peço a Deus que perdoe os que eu incomodo”, disse. Ele afirmou que quem tenta prejudica lo está prejudicando o Estado. “Não vou levar isso para o lado pessoal e sim para o lado humano”, afirmou.

“Os interesses coletivos devem estar sempre acima de qualquer particular. A Agrotins é mais uma prova de que não estamos parados”, garantiu.

Ponte de Porto

Miranda chegou a dizer: “temos que disputar é no diálogo e não esfaquear quem já fez muito pelo Estado”

O governador disse que os contratos para a Ponte de Porto Nacional vão sair. ” A luta foi incansável”, disse.

“Com toda humildade, essa eu bato no peito, nós rancamos o financiamento de R$ 130 milhões para a Ponte de Porto”, disse.

Ele afirmou que a AGU já deu parecer favorável. Miranda esteve no Ministério da Fazenda para tratar do assunto.

” A Ponte de Porto Nacional dentro dos próximos dias será assinado o contrato porque a AGU já deu parecer favorável”, garantiu o governador.

A Assembleia Legislativa terá que aprovar o projeto para liberação dos R$ 450 milhões. ” O que falta agora é o projeto e a Assembleia aprovar”, disse.

Miranda pediu transparência.

Ele respondeu o deputado Paulo Mourão que pediu que ele faça um pacto: “estou pronto para chamar para o pacto, mas só os que merecem”, disse.

Discursos

O deputado César Halum destacou algumas questões do governo Marcelo Miranda.

Lázaro Botelho disse que reconhece o trabalho de Marcelo Miranda como o que melhora as estradas e ainda a saúde do Estado.

Sua opinião é muito importante: