Repercussão Gazeta: Aliados de Miranda falam sobre julgamento: Josi contesta e Botelho suspeita: ” tem um dedo político aí”

0
300
(Divulgação)

Brener Nunes – Gazeta do Cerrado

A Gazeta do Cerrado conversou com alguns aliados do governador Marcelo Miranda (MDB), sobre a expectativa do julgamento nesta terça-feira, 17, durante o lançamento da Agrotins, no Palácio Araguaia, na manhã desta segunda-feira, 16. O deputado federal Lázaro Botelho (PP), afirmou que “ali tem mais é um dedo político. Porque a alegação que estão fazendo, que houve um caixa dois, se eles pegaram o dinheiro, é claro que eles não usaram caixa dois. Então, que tivesse algum tipo de punição, mas não com uma cassação do diploma dele”, disse.

 

“O governador Marcelo Miranda vem fazendo um excelente trabalho aqui no Estado. Eu acho uma interrupção dessa um grande prejuízo para o Tocantins. Isso é um atraso para o Estado, essa troca de governo. Eu espero que ele tenha sorte lá, e que possa concluir o seu mandato.”, afirmou Botelho.

 

A deputada federal Josi Nunes, também está no evento, e diz ter expectativa positiva sobre o julgamento desta terça. “Nossa expectativa é positiva, no sentido de que o TSE precisa analisar melhor esse processo. O que eu questionei que no último pronunciamento que eu fiz foi que: nós temos o parecer do TRE favorável ao Marcelo, nós temos o parecer da relatora favorável a ele. O recurso apreendido, não teve o poder de interferir numa eleição. Então, isso tudo são coisas que tem que ser analisadas”, destacou.

 

“O Tocantins está numa situação muito difícil, porque nós estamos na parte de gestão, está praticamente paralisada. Acho que isso tem que ser avaliado, fora qualquer outra paixão, que se possa ter. A história, a administração, a gestão, o funcionamento de um Estado. Olha, essas idas e vinda atrapalham muito”, concluiu Nunes.

 

O prefeito de Muricilândia, Alessandro Borges, diz estar apreensivo. “ Eu vejo essa questão do julgamento com muita apreensão, hoje há uma instabilidade jurídica, política. Um prejuízo imenso para o Estado do Tocantins. As eleições ficam travadas nessa questão da administração. Não é bom para o Estado, nem para os municípios, principalmente para a população. Porém, Justiça não se discute. Eu vejo que, o melhor para o Tocantins será a permanência do governador Marcelo Miranda até o tèrmino de seu mandato”, pontuou.

 

Sua opinião é muito importante: