Após mobilização da comunidade, disciplina sobre cultura quilombola permanecerá em grade curricular

Chapada de Natividade

Lucas Eurilio/Repórter Gazeta do Cerrado

Professores e alunos do Colégio Estadual Fulgêncio Nunes, em Chapada de Natividade, sudeste do Tocantins, fizeram uma mobilização para que a disciplina de Cultura Quilombola não seja retirada da grade curricular na unidade de ensino. A comunidade também participou da mobilização.

De acordo com a diretora do colégio, Maria Otacília, todos se mobilizaram e enviaram um ofício para a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) pedindo que a disciplina continue no sistema.

“Organizamos um ofício, enviamos e hoje, uma fonte segura disse que tivemos o deferimento. A disciplina havia sido tirada do sistema sem que nós soubéssemos de algo. Eu assumi a direção em janeiro e não fomos comunicados da retirada da disciplina”, contou ao Gazeta.

A diretora ressalta ainda que a disciplina é importante para o resgate da identidade quilombola do município, já que o local possui origens nos remanescentes.

Por fim, Maria Otacília disse também que o cronograma estava sendo cumprido normalmente desde 2017 e que ninguém soube o motivo da retirada da disciplina da grade obrigatória

O Gazeta do Cerrado acompanhou a situação desde o início e até comunidade academia, juntamente com os moradores de Chapada de Natividade se revoltaram com a medida.

Nossa equipe entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde (Seduc), solicitando informações do porquê a disciplina ter sido excluída da grade curricular do colégio, mas até o fechamento desta matéria, não obtivemos resposta.

Sua opinião é muito importante: