Abastecimento de água em Chapada comprometido; ATS toma providências

(Foto: Roberta Tam)

Brener Nunes – Gazeta do Cerrado

Após matéria publicada no sábado, 12, pela Gazeta do Cerrado, informando a falta de água na cidade de Chapada de Natividade desde a última quarta-feira, 09. A Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), encaminhou nota à nossa equipe após solicitação. O órgão informou que a falta de abastecimento no município foi causada por defeito no quadro de comando. E que uma equipe eletrotécnica foi acionada e o problema foi resolvido ainda no fim de semana.

A ATS ainda orienta que em caso de dúvidas, reclamações ou solicitações os consumidores procurem o escritório local em sua cidade ou liguem 0800 6464 195.

Entenda

A leitora da Gazeta de Chapada se Natividade, Roberta Tam, denunciou à equipe, que o município está sem água desde quarta-feira, 09. A cidade de cerca de 4 mil habitantes é atendida pela Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), e abastecida por meio poços e bombas que levam a água até as casas.

Roberta contou à Gazeta, que a bomba do principal poço de abastecimento queimou. “Meu marido ligou ontem na ATS, e disseram que não tem previsão para o conserto. Ninguém merece tanta falta de respeito”, desabafou.

A leitora também contou que muitos moradores estão lavando roupas no Rio Bagagem, próximo à cidade. “Eu ainda não lavei roupas. Para ter água em casa estamos buscando em Natividade. Ontem tive que ir para tomar banho na casa da minha irmã”, esclareceu indignada.

“Eu tenho um pouco de água, mas acho que não chega até a noite. Nós pagamos e não temos o serviço de imediato! Sem água ninguém consegue viver”, destacou.

Roberta ainda contou que seus filhos não foram a escola devido à falta de água. “Meus filhos ontem não foram à escola porque não tinhamos água em casa para o banho e nem para lavar o uniforme”, esclareceu.

Ela explica que como trabalham o dia inteiro, e podem buscar água em Natividade no período da noite.

Segundo Roberta, a cidade é abastecida por alguns poços, porém, a bomba do principal queimou. “A parte mais alta da cidade que sofre. Os vizinhos estão todos preocupados”, disse.

“Às vezes falta água, mas sempre de madrugada chegava para abastecer a caixa. Agora, não chega faz três dias”, pontuou.

(Foto: Roberta Tam)

Sua opinião é muito importante: