Calor impacta na conta de energia; confira dicas para economizar

0
53
(Divulgação/Energisa)

Com o final do período chuvoso e a chegada da estiagem é comum o aumento no consumo de energia elétrica. Umas das causas desta variação de consumo, é o uso prolongado de aparelhos de refrigeração como ar condicionado, geladeiras, freezers e ventiladores, contribuindo com o aumento do consumo de energia.

“O consumo de energia elétrica nem sempre é igual todos os meses, pois vários fatores podem interferir no perfil de consumo do cliente. Além do calor intenso, que força os equipamentos a consumirem mais energia, o cliente precisa ficar atento em possíveis problemas nas instalações internas, mudanças na rotina da família, como por exemplo, recebimento de visitas e/ou aquisição de novos equipamentos, fatores esses que podem ser determinantes para o aumento do consumo de energia na unidade consumidora”, pontua Mauro Inácio dos Santos, gerente de Serviços Comerciais da Energisa.

Para economizar, o cliente precisa ficar atento ao uso eficiente dos aparelhos elétricos, alterando hábitos de consumo. “Muitas vezes mudamos os hábitos e não percebemos. Por exemplo, se eu ligava o ar condicionado às 20h e com o calor intenso passo a liga-lo às 19h, passo a consumir 1h a mais todos os dias, impactando significativamente no valor da conta no final do mês”, alerta Mauro Inácio.

Mauro Inácio destaca ainda que, para acompanhar o consumo da conta de luz é importante que os clientes conheçam a composição da conta. Além do consumo, tem os encargos e tributos como: o Imposto sobre Circulação de Mercadorias Serviços (ICMS), pago ao Governo do Estado; o Programa de Integração Social (PIS), a Contribuição sobre Operações Financeiras (COFINS) e a Bandeiras Tarifária, pagos ao Governo Federal e a COSIP – Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública, pagos ao Governo Municipal. “Destaco ainda que, quanto maior o consumo, mais elevado será o valor dos impostos e encargos cobrados.”

Bandeira Tarifária

A bandeira tarifária determinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), também é um fator importante na composição da conta, aplicadas para todos os consumidores. As bandeiras tarifárias sinalizam, mês a mês, o custo de geração da energia elétrica que será cobrada dos consumidores conforme abaixo:

Bandeira Verde:  Significa condições favoráveis de geração de energia.

Bandeira Amarela: Indica um sinal de atenção, pois os custos de geração estão aumentando. A tarifa sofre acréscimo de R$ 1,00 (um reais) a cada 100 kWh (quilowatt-hora) consumidos.

Bandeira Vermelha: O adicional é de R$ 3,00 (patamar 1) e R$ 5,00 (patamar 2), aplicados a cada 100 kWh (quilowatt-hora) consumidos.

Confira as dicas da Energisa para economizar energia:

  • Não deixe as luzes acesas em ambientes onde não tem ninguém, utilize lâmpadas mais econômicas: fluorescentes ou de LED;
  • Compre equipamentos com o selo Procel de Economia de Energia, de preferência da Categoria A;
  • Instale a geladeira e freezer em local bem ventilado, evite abri-los constantemente e não se esqueça de manter as borrachas de vedação da porta em bom estado;
  • Mantenha limpos os filtros dos condicionadores de ar, não deixe o aparelho ligado quando o ambiente estiver desocupado e evite o frio excessivo regulando o termostato adequadamente, a temperatura de 23 graus costuma ser a ideal;
  • Em banheiros com chuveiro elétrico, tome banho rapidamente. O recomendado é ensaboar todo o corpo antes de ligar o chuveiro. Outra é deixar o chuveiro na posição verão, pois assim o aquecimento da água é menor e o consumo de energia elétrica também;
  • Acumule roupas para lavar e também para passar. Pois ao ligar e desligar o ferro de passar ou a máquina de lavar você está gastando uma grande quantidade de energia.

Sua opinião é muito importante: