Cerca de 51% dos consumidores realizaram compras por meio de aplicativos no último ano

0
62
(Foto: Reprodução)

Os smartphones facilitam a vida das pessoas em diversos aspectos, inclusive a relação entre lojista e consumidor. Atualmente, as compras online representam uma grande parcela do consumo. Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e repassada para a CDL Palmas, mostra que no último ano, 51% dos internautas realizaram algum tipo de compra por meio de aplicativos. Se considerado apenas o jovens, esse número cresce para 60%.

Ainda de acordo com os dados da pesquisa, 44% dos produtos mais comprados foram os eletrônicos e os itens de informática, seguidos pela contratação de serviços de transporte particular (39%), vestuário (36%), ingressos para atividades de lazer (25%), comidas por delivery (24%) e produtos de beleza ou perfumes (23%).

O que mais fez os entrevistados optarem pelas compras por meio de aplicativos foram a facilidade de acesso (52%), praticidade e rapidez (49%), disponibilidade de melhores ofertas (37%) e a facilidade de organização que os aplicativos oferecem (26%).  A pesquisa mostrou ainda os obstáculos para esse tipo de compra.

Dos entrevistados, 44% acham que a tela pequena acaba atrapalhando a experiência de consumo e 35% ainda não confiam na segurança oferecida pelos aplicativos. Há ainda 17% de entrevistados que consideram os aplicativos difíceis de serem usados e 16% que nem sempre estão conectados ao Wi-Fi ou possuem plano de dados.

WhatsApp

O WhatsApp, aplicativo que, inicialmente, tinha a proposta de ser um meio de troca de mensagens pessoais, também apareceu na pesquisa como uma plataforma de negócios. Isso porque, conforme os dados apresentados, 44% dos entrevistados já utilizaram o app para se comunicar com uma loja ou vendedor no processo de compras, sendo que na maioria das vezes (73%) sempre houve um retorno por parte do estabelecimento comercial.

Os que nunca tiveram a experiência de utilizar o WhatsApp para interagir com lojistas somam 56% dos seus usuários. Além disso, 79% dos entrevistados acham importante que loja ofereça o recurso de troca de mensagens por meio de WhatsApp aos clientes. A opção aparece à frente do telefone, citado por 25% dos entrevistados.

O presidente da CDL Palmas, Silvan Portilho, explica que o lojista deve fazer bom uso da  tecnologia. “O digital já é uma realidade. Nós sabemos que cada vez mais as pessoas estão conectadas e as empresas devem tirar bom proveito disso. O lojista deve aproveitar as oportunidades que o mundo tecnológico oferece para que não fique para trás. Oferecer um serviço por meio de internet, além do presencial, é de extrema importância, os dados não nos deixam enganados em relação a isso. O momento é de adaptação, de mudanças, e os lojistas precisam ampliar e melhorar cada vez mais o relacionamento com o consumidor, para que acesso dos clientes se torne mais fácil”, explicou.

Fonte: CDL Palmas

 

Sua opinião é muito importante: