Suspeito de matar jovem a pauladas confessa crime

0
296

Após ouvir o depoimento de Cristiano Barros de Sousa, 23 anos, o delegado de homicídios Israel Andrade disse que o jovem confessou ter matado Dayane Oliveira de Sousa Silva. A Polícia Civil também investiga se houve o crime de estupro, pois o jovem afirmou que o sexo com a vítima foi consensual.

Sousa, conhecido como Kayo, é suspeito de estuprar e matar a pauladas a jovem que tinha 19 anos. O corpo da vítima foi encontrado no dia 16 de junho deste ano debaixo de uma ponte perto do estádio Nilton Santos, na região sul de Palmas.

Ao delegado, Sousa contou que os dois estavam em uma festa perto do estádio e que foram para casa dele logo depois. Ele disse que o crime foi motivado por uma foto que a vítima tirou durante a relação sexual e ameaçou mandar para ex-namorada do suspeito.

“Na casa dele eles tiveram relações sexuais, e ele disse que tinha uma ex-namorada que ele gosta e que a Dayane não gostava e queria mandar a foto pra ela [a ex]. Ele ficou com medo de perder a ex-namorada, acabou discutindo com a Dayane, pedindo pra ela apagar a foto e ela não apagou. Ele levou ela pra debaixo da ponte e como ela não apagava a foto ele resolveu matá-la.”

No entanto, o delegado informou que há fatos que precisam ser esclarecidos, principalmente em relação ao crime de estupro. “Ela estava com os botões da camisa arrebentados, havia um sinal que eles haviam se agarrado, não sei se para o estupro ou para a briga. Mas no depoimento hoje, ele [Souusa] disse que eles não brigaram, talvez ele tenha caído em contradição, o que reforça que houve o estupro”, afirmou.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito já teria cometido de três a quatro estupros em Palmas. O primeiro teria sido registrado em 2013, quando ele era menor de idade.

Outra questão a ser investigada é se o suspeito e a vítima realmente se conheciam. O delegado informou que conversou com amigos dos dois, os quais afirmaram que eles não se conheciam. Mas, no depoimento, Sousa disse que já tinha beijado Dayane numa festa.

As investigações concluíram que Dayane foi morta com pauladas na cabeça. Ela estava com o rosto desfigurado. Na época, a polícia foi chamada por um pescador que passou no local e viu o corpo. Fotos mostram que a vítima teve a blusa rasgada.

Ao lado do corpo foram encontrados vários símbolos desenhados pelo suspeito. O delegado disse que os desenhos estão ligados a um grupo de motoqueiros.

Sousa disse para a polícia que jogou o pau usado no crime, num rio. O celular da vítima foi encontrado numa lixeira, na cidade de Tailândia (PA), onde o jovem foi preso, nesta quarta-feira (22).

Ele foi levado para Casa de Prisão Provisória de Palmas. O inquérito policial será concluído num prazo de 10 dias.

Fonte: G1 Tocantins

Sua opinião é muito importante: