CPI do Previpalmas: Vereadores se retiram por não terem direito a perguntas

CPI do PreviPalmas começa a ouvir testemulhas - Foto - Rogério Tortola

Rogério Tortola – Gazeta do Cerrado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar possíveis fraudes em investimentos realizados pelo Instituto de Previdência de Palmas – PreviPalmas, começou a ouvir testemulhas nesta terça-feira, 6.

Na presidência da CPI o vereador Junior Geo e na relatoria Marilon Barbosa, antes mesmo do início dos trabalhos já tinha vereador insatisfeito, pois quem não é membro da CPI, não pode fazer perguntas aos convocados de acordo com a interpretação do regimento feita pelo presidente.

Com atraso 40 minutos foi aberta a CPI e as discussões, relacionadas ao direito a perguntas continuou. O parecer do jurídico da casa foi que o regimento é dúbio, o que gerou ainda mais discussões.

Geo abriu para que os vereadores fizessem perguntas por escrito e deu andamento a CPI.
Se retiraram do parlamentos os vereadores Milton Neres, Rogério Freitas, Felipe Martins, Lúcio Campelo.

Sua opinião é muito importante: