1º Encontro de Travestis e Transexuais conta com palestras e temas diversos

0
43
Bandeira do orgulho LGBTQI+ - Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil/Agência Brasil

O auditório da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), em Palmas, foi o palco da abertura oficial do 1° Encontro de Travestis e Transexuais do Tocantins, na noite desta quinta-feira, 6. E a palavra “palco” coube, perfeitamente, à ocasião: três apresentações artísticas animaram o público na abertura oficial da programação, que é realizada pela Associação das Transexuais e Travestis do Tocantins (Atrato) em parceria com a DPE-TO, por meio do Núcleo Aplicado de Defesa das Minorias e Ações Coletivas (Nuamac) de Palmas.

A programação continua nesta sexta-feira, 7, com palestras e debates sobre temas diversos, em especial os relacionados à saúde. De acordo com a presidente da Atrato, Byanca Marchyori, o Encontro objetiva promover não só o empoderamento das pessoas trans e travestis, mas, principalmente, o mapeamento da atuação destas classes, o que pode facilitar o estabelecimento de políticas sociais, de segurança, educativas e da saúde para este público.

“Depois de dois anos e meio de Associação, realizar este evento é uma conquista enorme. Pela primeira vez, em um encontro oficial, travestis e transexuais podem expor a realidade em que vivem, o que pode servir de base para os órgãos competentes pensarem em políticas públicas voltadas para a gente”, disse a Byanca, que enalteceu o apoio da DPE-TO: “a Defensoria sempre foi parceira das travestis e transexuais; em todos os aspectos. O Nuamac sempre atua a favor do nosso movimento, procurando garantir a proteção dos nossos direitos”, enfatizou a presidente da Atrato.

Presente no evento, compondo a mesa de honra, a defensora pública e diretora da Escola Superior da Defensoria (Esdep), Maria do Carmo Cota, enalteceu a satisfação em receber o 1º Encontro de Travestis e Transexuais do Tocantins na sede da Instituição. “As pessoas que não acreditavam que isto [um encontro oficial] poderia acontecer, agora vão se sentir estimuladas a darem prosseguimento a esta conquista, que marca uma quebra de paradigma no Estado. É muito satisfatório ver que, finalmente, este primeiro encontro está sendo realizado e nos traz mais alegria ainda receber a atividade na própria Defensoria Pública, porque esta é uma causa que defendemos há muito tempo e aqui é a casa das minorias”, afirmou a Defensora Pública que, na ocasião, representou o defensor público-geral no Tocantins, Murilo da Costa Machado.

O Encontro conta, ainda, com a parceria do Instituto Equidade Tocantins, Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Gerência de Políticas LGBTI), Secretaria Estadual de Saúde (Gerência de IST/HIC-AIDS/HV), Secretaria Municipal de Saúde, Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins (OAB-TO), Universidade Federal do Tocantins (curso de Enfermagem), Universidade Luterana do Brasil (curso de Psicologia) e Conselho Regional de Psicologia

 

Programação

No primeiro dia do evento, além da apresentação de vídeos sobre a realidade de transexuais e travestis e de apresentações artísticas, foi realizada a palestra-magna com a professora Rubra Rosa, que abordou o tema “Identidade Trans: avanços, direitos e desafios para a comunidade trans”.

Programação: 07/12/2018

  • 08h30 – Mesa 1: Vivendo com HIV/AIDS

Palestrante: Lucrécia Borges

Mediadora: Thallita Costa

  •  9h30 – Coffe-Break

 

  • 10 horas – Mesa 2: E aí Tocantins! Vamos combinar? Prevenção combinada em IST/HIV-AIDS e HV.

Palestrante: Dr. Maravilha

Mediadora: Byanca Marchiori

  • 11 horas – Mesa 3: Boletim Epidemiológico de HIV e outras IST’s no Tocantins.

Palestrante: MSc. Marileide Florêncio

Mediadora: Jéssika Vilalon

  • 14 horas – Mesas Redondas

Mesa 4: Saúde Mental e Relacionamento Familiar

Palestrante: Pisicóloga Camila Brusch

Mediador: Nycolas Castro

  • 15 horas – Mesa Final: Avanços tecnológicos do SUS na prevenção do IST/HIV/HV entre a população T.

Palestrante: Henrique Ávila

Mediadora: Rafaella Mahare

  • 16 horas – Fala do NUAMAC/DPE

  • 16h30 – Realização de Oficina de Testagem em Fluído Oral entre Pares

Ministração: ONG – Vida em Movimento – Henrique Ávila

Durante todo o dia do evento será realizada ainda testagens pelo Grupo Condutor de Infectocontagiosas da SEMUS / HENFIL / SESAU.

  • 17h30 – Encerramento Final – Coffe-break

 

Fonte: Defensoria Publica

Sua opinião é muito importante: