Socioeducando desenvolve protótipo de braço mecanizado

0
179
Foto: Divulgação

“Um braço mecânico que se movimenta por meio de um sistema hidráulico com eficiência e precisão”; pode até parecer a descrição de uma cena de um filme de ficção ou uma frase de texto de revistas científicas, mas na verdade é uma realidade vivenciada por um adolescente em cumprimento de medida socioeducativa no Tocantins, na Unidade de Semiliberdade (USL) Masculina de Araguaína.

Para participar de um evento da disciplina de Física, o socioeducando M.P.M, de 18 anos de idade, desenvolveu um protótipo de braço mecanizado que pode ser controlado com o uso de seringa e tubos. Mas, teve que construir o protótipo sozinho, pois quando foi matriculado no 1º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Jorge Amado, os trabalhos na disciplina já estavam em andamento e o grupos de alunos formados. À primeira vista, um problema: trabalhar sozinho e com tempo reduzido.

Porém, contou com a ajuda de técnicos socioeducadores da unidade socioeducativa masculina. Um deles foi a pedagoga Rosângela Sá, que lhe mostrou vídeos tutoriais de como poderia desenvolver seu experimento. Sem grupo, mas não sozinho, com força de vontade e a orientação necessária, ele se destacou tirando uma nota 10 ao fim da disciplina. “É muito interessante ver o resultado final. Na vida, a gente pensa que algo é difícil, mas é só se dedicar que o resultado aparece. Eu estou muito feliz por ter conseguido terminar o projeto”, avalia o adolescente.

 

 

Fonte: Secretaria de Cidadania e Justiça

Sua opinião é muito importante: