De volta à Adapec, presidente traça metas e prioridades para órgão

0
113
Foto: Divulgação

À frente da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) desde abril de 2018, o médico veterinário, Alberto Mendes da Rocha, regressou ao cargo de presidente, após a posse do governador do Estado, Mauro Carlesse. O ato, que tem data retroativa a 1º de janeiro de 2019, foi publicado no Diário Oficial nº 5.270, na quinta-feira, 3, de janeiro. “Nossa meta é continuar as ações que estão em andamento, buscar investimentos, valorização profissional e promover o desenvolvimento da defesa agropecuária estadual”, disse o presidente.

Entre os maiores desafios do órgão está o cumprimento das exigências previstas no Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) 2017-2026, que visa à evolução do status sanitário livre da doença sem vacinação. “Nossos profissionais estão focados, desenvolvendo as atividades e adequando o sistema. Agradecemos pela confiança do governador que tem dado suporte para alcançarmos esta conquista que beneficiará toda a cadeia produtiva”, pontuou Alberto Mendes. A previsão é de que o Tocantins remova a vacina a partir de 2021.

Perfil 

Alberto Mendes da Rocha é médico veterinário concursado, está na Adapec há 18 anos, graduado pela Universidade Estadual do Maranhão desde 1992 e especialista em Controle de Qualidade de Alimentos de Origem Animal e em Epidemiologia Veterinária com ênfase em Defesa Sanitária. Natural de Ivolândia – GO, nascido em 15 de março de 1962, é casado e pai de três filhos. Já foi presidente da Adapec em 2009, depois passou a responder pelo escritório local da Agência no município de Fátima – TO. Em abril de 2018, tornou-se novamente presidente.

Adapec


Desde que foi criada, em 10 de dezembro de 1998, trabalha para planejar, coordenar e executar a Política Estadual de Defesa Agropecuária do Tocantins. É uma autarquia com autonomia técnica, administrativa e financeira, diretamente vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura com a finalidade de promover a vigilância, normatização, fiscalização, inspeção e a execução das atividades ligadas a defesa animal e vegetal.

Presente nos 139 municípios do Estado, conta ainda com 20 barreiras fixas e 14 barreiras móveis. Toda esta estrutura tem o objetivo de ampliar as ações e o contato com o homem do campo. Além disso, tem uma comunicação permanente com a sociedade, por meio do disque defesa pelo 0800 63 11 22. A finalidade é o desenvolvimento e a consolidação das parcerias com o governo federal, estadual, empresários, produtores rurais e a sociedade em geral.

 

Fonte: Adapec

Sua opinião é muito importante: