Com Crespas, cacheadas e trançada, Miss Tocantins contempla diversidade e candidatas vão além de questões estéticas

0
795
Canditas ao Miss Tocantins Be Emotion - Divulgação

Maria José Cotrim

Neste domingo, 20, acontecerá a escolha da Miss TOCANTINS Be Emotion. Meninas de 15 cidades do Estado disputam o concurso num clima de cordialidade e a diversidade chama atenção.

Tem crespa autêntica como a de Porto Nacional e a de Formoso do Araguaia, candidata trançada como a de Lajeado, cacheadas como as de Palmas e Tocantinópolis além de vários tipos de beleza contempladas no concurso.

Ser Miss é um sonho alimentado por muitas jovens e os novos conceitos de empoderamento feminino estão ampliando a participação de vários tipos de beleza.

Além disso, embora o que esteja em jogo seja a beleza física começa a existir a preocupação também com militância e defesas feitas pelas candidatas que se propõem a representar o Estado. Em tempos de engajamento social, é importante um perfil que se importe com bandeiras importantes.

Neste sábado aconteceu a competição preliminar (onde as candidatas desfilaram de biquíni e fizeram uma entrevista com o júri técnico) isso aconteceu no espaço Ahãdu de Palmas.

O coordenador do concurso, Rafael Rodrigues disse estar muito satisfeito com o que chamou de “super representatividade” e disse que há tempos a competição não via tantas competidoras fortes.

“Esse é o primeiro ano que estou à frente do concurso. Hoje fizemos a entrevista com as meninas, avaliamos a comunicabilidade delas. Teve desfile de biquíni e elas foram avaliadas pelo júri técnico, em relação a atitude, passarela, corpo. Desde 2011 nunca tivemos tantas inscritas. O nível está alto e hoje ficamos com mais dúvidas ainda”, disse à Gazeta.

Conheça mais sobre o concurso

Considerado o maior concurso de beleza do país, o Miss Brasil Be Emotion irá revelar a mulher mais bonita do Brasil. Representantes dos 26 estados mais o Distrito Federal deverão demonstrar confiança e força, sem perder a sua naturalidade, para transformar o sonho de receber a tão desejada coroa em uma realidade emocionante. Além de representar o Brasil no Miss Universo, a eleita será a embaixadora da BE Emotion e uma influenciadora que marca não só a sua, como várias gerações.

O que pensam as candidatas?

Aline Milani Moreto – Foto – Pedro Prestes

Aline Milani Moretto de 19 anos, considera a cultura e a arte um fator importante para a sociedade, um dos motivos que levou a estudante do 2º período de Teatro do Campus de Palmas a participar do Concurso Miss Tocantins 2019, na intenção de resgatar o fator cultural para o estado. “Propagar o amor e o bem são valores primordiais, virtudes que fazem parte da minha personalidade”, afirma a candidata.

Luciana Moreira Custódio – Foto – Pedro Prestes

Luciana Moreira Custódio, de 22 anos, ativista, feminista e militante de causas sociais em prol do movimento negro e indígena e participante assídua de movimentos estudantis desde 2014, é apaixonada pelo curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia que cursa o 7º período no Câmpus da UFT em Gurupi.

A estudante considera o concurso importante para visibilizar o empoderamento da mulher e a importância do seu papel social, bem como a defesa de causas sociais. “Eu decidi entrar para o mundo Miss quando eu vi a atual Miss Brasil numa reunião com o pessoal da ONU, daí refleti que o concurso tem sua importância e que essas mulheres têm uma importância social. Eu tenho uma causa comigo, que é trazer a representatividade nesses espaços excludentes”, afirma a candidata.

Luciana fala ainda sobre a paixão pelo curso/profissão escolhida e sobre o apoio que a Universidade dá tanto em relação à promoção de uma nova visão para sua área de atuação como futura engenheira, quanto em relação ao concurso para Miss Tocantins.

Thaynara Flor Rosal – Foto – Pedro Prestes

Thaynara Flor Rosal, 26 anos, tenta conciliar o trabalho e os estudos com o seu envolvimento no concurso. Ex-estudante de Engenharia Ambiental no Câmpus da UFT em Palmas e atual estudante de Arquitetura em outra Universidade,

A participante já realiza trabalhos como modelo há um tempo, além de já ter participado do Miss Tocantins quando tinha 18 anos. Ela não considera apenas como um concurso de beleza, enfatizando as mudanças nos critérios de seleção.

Thaynara acha importante os jurados considerarem o engajamento e outras características das mulheres neste tipo de concurso. “Me sinto mais preparada do que na primeira vez que participei, mais madura e segura. Já tem um tempo que venho me preparando para o Miss Tocantins 2019. A sensação de poder representar o Tocantins é maravilhosa. Sempre admirei o concurso, sempre achei lindo, grandioso e deslumbrante! Mas também não é só isso, tem toda uma representatividade da mulher. A minha intenção é poder influenciar outras mulheres a acreditarem no seu potencial”

Paloa Ströher – Foto – Pedro Prestes

Paola Ströher é campeã nacional de basquete pelos Jogos dos Institutos Federais. Paola Ströher tem 19 anos e mora no Tocantins desde criança. Sua beleza é sempre destacada por onde passa, mas o seu diferencial está na atitude: sempre opinativa, divertida e disposta a defender as causas que acredita, entre elas, o esporte e a proteção aos animais, em especial os que estão em situação de abandono.

Ela também é Técnica em Eventos, está cursando Educação Física e acredita no poder transformador da Educação. Filha de um agricultor e de uma costureira, que têm outras duas filhas, Paola vê na história dos pais e na união de sua família a motivação para superar preconceitos e desafios, e para lutar. “Lute como uma garota é uma mensagem que aprendemos em casa desde cedo, ainda que com outras palavras. As mulheres da minha família são lindas, fortes e lutadoras. Eu quero mostrar isso no Concurso”.

“Já me disseram que eu não poderia ser miss porque tenho muitas tatuagens. Ou porque eu sou jogadora, que isso não combina. Eu quero mostrar que não é assim”, disse Paola, acrescentando: “Eu sei que o concurso é uma referência de beleza, mas também acredito que seja algo mais que isso. É a chance que temos de mostrar que as mulheres continuam lindas e estão conquistando outros espaços”.

Veja mais sobre as candidatas

Kelly Cristina Alves Silva – Foto – Pedro Prestes

Miss: Colinas
Nome: Kelly Cristina Alves Silva
Idade: 19 anos
Estudante de: Direito

Rhayane Cruz Ribeiro – Foto – Pedro Prestes

Miss: Paraíso
Nome: Rhayane Cruz Ribeiro
Idade: 21 anos
Estudante de: Arquitetura e Urbanismo

Janaina Cavalcanti – Foto – Pedro Prestes

Miss: Dianópolis
Nome: Janaina Cavalcanti
Idade: 26
Estudante de: Engenharia civil

Carla Silva – Foto – Pedro Prestes

Miss: Fátima
Nome: Carla Silva
Idade: 22 anos
Estudante de: Gestão de Turismo

Alessandra Kely Farias de Almeida – Foto – Pedro Prestes

Miss: Tocantinópolis
Nome: Alessandra Kely Farias de Almeida
Idade: 19 anos
Estudante de: Psicologia

Maria Moraes – Foto – Pedro Prestes

Miss: Palmas
Nome: Maria Moraes
Idade: 22 anos
Estudante de: Educação Física

Aine Vieira – Foto – Pedro Prestes

Miss: Lajeado
Nome: Aine Vieira
Idade: 21 anos
Estudante de: Gestão Pública

Luana Oliveira Lagares – Foto – Pedro Prestes

Miss: Porto Nacional
Nome: Luana Oliveira Lagares
Idade: 20 anos
Estudante de: Direito

Vanessa Marques – Foto – Pedro Prestes

Miss: Araguaína
Nome: Vanessa Marques
Idade: 19

Anna Cláudia Terra – Foto – Pedro Prestes

Miss Jalapão
Nome: Anna Cláudia Terra
Idade: 25 anos

Lorrayne Ferreira – Foto – Pedro Prestes

Miss Gurupi
Nome: Lorrayne Ferreira
Idade: 21 anos
Estudante de:  Direito

 

Sua opinião é muito importante: