Único eclipse total da Lua de 2019 acontece nesta madrugada

0
335
Eclipse Lunar - Foto - Getty Imagens

O  eclipse lunar total de janeiro de 2019  promete ser um espetáculo visual. Ele será visível de todo o Brasil. O próximo eclipse do tipo só ocorrerá em 2022.

Um eclipse lunar total é um dos eventos astronômicos mais dramáticos e belos – e mais fáceis de visualizar.  Durante um eclipse lunar total, o Sol, a Terra e a Lua formam uma linha no espaço. A sombra da terra cai na face da lua. Um hemisfério inteiro da Terra pode ver o eclipse, isto é, todo o lado da Terra em que é noite quando o eclipse acontece. Nenhum equipamento especial é necessário. Basta pegar sua cadeira de gramado, sair e planejar passar várias horas observando as fases parciais do eclipse, seguidas pela própria totalidade, quando a lua estiver completamente coberta pela sombra da Terra.

O eclipse lunar total de 21 de janeiro será o último até maio de 2021, e o último visível dos Estados Unidos até 2022; o eclipse lunar total mais recente anterior a este apareceu em julho de 2018. Aqui, aprenda mais sobre o que torna os eclipses lunares tão especiais.

eclipse_montage-espenak

Eclipse Lunar Total

Durante um eclipse lunar, a brilhante fachada da lua cheia mudará. Quando a lua entra na sombra da Terra, toda a lua (ou uma seção dela no caso de um eclipse parcial) irá adquirir uma cor enferrujada. A luz solar se espalha para produzir as cores vermelhas do pôr-do-sol e do nascer do sol quando entra na atmosfera da Terra em um ângulo particular.

“O que um eclipse lunar exibe é a cor de todos os raios solares do entardecer da Terra atingindo a lua”, disse o cientista da NASA Noah Petro ao Space.com. “Se alguém estivesse na lua durante um eclipse lunar total, a Terra pareceria ter um anel avermelhado ao redor dele”.

Quando o eclipse lunar começa, a lua brilhante escurece ao entrar na parte externa da sombra da Terra, chamada penumbra. O tom profundo de um eclipse lunar completo é visível quando a lua entra na parte mais profunda da sombra da Terra, ou umbra. A cor vermelho-brilhante aparece quando a lua está completamente mergulhada nas sombras, e é a razão pela qual a ” lua de sangue” é um apelido popular para os eclipses lunares totais.

Até certo ponto, os eclipses lunares também revelam algo sobre a Terra. “Eclipses lunares… refletem nosso mundo”, disse a astrônoma e podcaster Pamela Gay. “Uma lua colorida de sangue é criada [por] cinzas de incêndios e vulcões,… tempestades de poeira e poluição, todos filtrando a luz do sol enquanto ela se espalha pelo mundo. Um eclipse cinza é céu limpo”.

“Nosso mundo pode mudar a aparência de outro mundo e, durante um eclipse, o universo nos permite ver esse jogo de cores”, disse ela.

O eclipse lunar total de 20 a 21 de janeiro de 2019 durará 1 hora e 2 minutos, de acordo com as projeções do eclipse lunar Goddard Space Flight Center da NASA.

A experiência completa, desde o início do eclipse parcial até o final, terá duração de 3 horas e 17 minutos.

No Brasil, o eclipse lunar total acontecerá nas primeiras horas de segunda-feira, 21 de janeiro, a partir de 01:33h, e se estenderá até as 4:50h (horário de Brasília). O pico do eclipse ocorrerá 03:12h. Este pico também é conhecido como “máximo do eclipse” e é definido como o momento em que a lua se aproxima mais do eixo da sombra da Terra e fica avermelhada.

umbra.
Este gráfico da NASA oferece detalhes básicos sobre o eclipse lunar total de 21 de janeiro de 2019.  O círculo vermelho é a sombra mais escura da Terra, a umbra.  O grosso anel cinza ao redor representa a parte externa da sombra da Terra, a penumbra.  Os finos anéis pretos indicam a posição da lua enquanto ela se move através da sombra da Terra. Crédito: Espenak / Meeus / NASA / GSFC

Fases e Eclipses Lunares

Uma lua nova ocorre aproximadamente a cada mês, quando o lado oposto da lua está voltado para o sol e o lado mais próximo da lua está na escuridão. Toda vez que um espectador vê a lua, é sempre a mesma face, porque a lua está trancada com a Terra. Então, quando a lua está entre o sol e a Terra, o espectador não vê o lado mais próximo. Luas novas são as fases que produzem o outro grande evento de sombra celestial: eclipses solares.

eclipse

Um eclipse lunar ocorre durante a fase da lua cheia, a fase oposta à lua nova. Durante os eclipses lunares, a Terra fica no meio, entre o sol e a lua. É assim que a lua é capaz de passar pela sombra do planeta.

mapa
Um mapa mostrando as regiões que podem visualizar o eclipse lunar total de 21 de janeiro de 2019. Crédito: Espenak / Meeus / NASA / GSFC

Transmissões ao vivo

Como de costume, alguns astrônomos e observatórios estão preparando transmissões ao vivo. Confira abaixo os links de transmissões ao vivo do Eclipse Lunar Total:

https://www.youtube.com/watch?v=0L91lyMdspQ
https://www.youtube.com/watch?v=6E7pqfOHhy8
Fonte: Mistérios do Universo

Sua opinião é muito importante: