Moradores de Luzimangues entram com ação na Justiça contra preços abusivos de IPTU

Foto: Divulgação

A discrepância dos valores cobrados pelo metro quadrado dos lotes, através do IPTU- Imposto Territorial Urbano, causou estranheza aos moradores da região de Luzimangues que, em busca de um valor mais justo, ingressaram com uma ação na Justiça para rever os valores.

A jornalista, Laiany Alves foi uma das que entraram com a ação e esclarece o motivo da insatisfação. “Pago cerca de R$600 de IPTU, valor que acho abusivo, visto que moramos num distrito, distante da cidade, que carece de muitos investimentos públicos. Esse valor e comparável com lotes no plano diretor de Palmas que é a capital. A prefeitura não teve gasto com asfalto, água e energia, pois tudo isso já é obrigação do loteador. Então a prefeitura deveria entrar com os equipamentos públicos. Na minha região não tem uma praça e a unidade de saúde é  distante. Atualmente a prefeitura apenas arrecada do distrito e não traz retorno”, desabafou.

A reclamação é generalizada, a estudante, Aline Lemos também não concorda com o valor cobrado. “É um valor muito alto e não temos retorno disso, Luzimangues não tem uma infraestrutura de qualidade e faltam serviços básicos, nós gostaríamos pelo menos de um posicionamento do que fazem com o dinheiro que pegam aqui, mesmo o grupo de moradores entrando com ação na justiça, até hoje não derem um retorno, ou seja, vão levando essa situação com descaso”, explicou.

 

 

Fonte: Assessoria de imprensa

Sua opinião é muito importante: