“Da forma que estamos, o Tocantins dentro de alguns anos não vai existir”, diz Ayres ao defender reestruturação do Estado

0
364

O deputado estadual Ricardo Ayres (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa na tarde desta quarta-feira, 06, para defender a proposta de autoria da mesa diretora da Casa que reduz 360 cargos em comissão nos gabinetes dos deputados estaduais. Segundo o parlamentar não há como o Poder Legislativo fiscalizar e cobrar a reestruturação do Estado sem dar a sua contribuição. “O povo não aguenta mais pagar essa conta! Se nós não fizermos o dever de casa, como vamos cobrar o Executivo?”, questionou.

Ainda segundo Ayres os papeis estão invertidos, o Poder Público precisa trabalhar em função dos habitantes do Estado. “Nós servidores públicos, classe à qual eu me incluo, existimos para trabalhar para 1,5 milhão de habitantes, diferente de hoje em que 1,5 milhão de pessoas trabalham para sustentar uma máquina pesada e ineficiente, além de 50 mil servidores públicos”, explicou.

Ricardo Ayres também convidou sindicatos e associações para contribuir na consolidação de um projeto de reestruturação do Estado, que segundo ele já começou a ser construído pelo Governador Mauro Carlesse (PHS) e pela própria Assembleia Legislativa. “20 anos atrás o orçamento era de 1,8 bilhão e tínhamos 26% destes recursos investidos em infraestrutura e projetos sociais, hoje temos um orçamento de mais de 11 bilhões e menos 1,5% deste valor é destinado a investimentos”, exemplificou.

O parlamentar ainda apontou que o Tocantins enfrenta graves problemas estruturais e demandas sociais ao lembrar das 21 escolas que foram fechadas, da falta de médicos e insumos nos hospitais, da falta de recurso em políticas públicas, dentre outras demandas apontadas. “Da forma que estamos, o Tocantins dentro de alguns anos não vai existir. As políticas públicas deixarão de atender às pessoas, não podemos deixar isso acontecer. Essa restruturação também resguarda o direito dos próprios servidores, ao promover um equilíbrio econômico, para que todos possam ter a sua aposentadoria resguardada pelo IGEPREV”, disse.

Ayres finalizou pontuando que “está na hora de passar o Estado a limpo” e que pela força do exemplo outros poderes serão convidados a contribuir com a restruturação do Tocantins.

Tramitação

O Projeto de Resolução que extingue os 360 cargos comissionados foi aprovado em reunião conjunta das Comissões e teve a relatoria do deputado estadual Ricardo Ayres (PSB). A previsão de que ele seja voltado ainda na manhã desta quinta-feira, 07, no plenário da Assembleia Legislativa.

Sua opinião é muito importante: