Ponte de Porto deverá mesmo ser interditada

Ponte de Porto Nacional

Equipe Gazeta do Cerrado

Segundo informações concedidas nos bastidores à Gazeta do Cerrado, fontes afirmaram que a Ponte de Porto Nacional, principal acesso para a TO-225, deverá ser interdidata nos próximos dias pelo Governo do Estado.

Alvo de reclamações, os motoristas se sentem inseguros ao passar pelo local, isso porque a estrutura da ponte está com alguns buracos e rachaduras.

A ponte foi construída em 1979 e em 2011, foi interditada para passagens de veículos acima de 30 toneladas, apenas carros de pequeno porte podem transitar pelo local.

Em janeiro a Gazeta do Cerrado procurou o Estado que informou que ainda não há previsão para que as obras de construção de uma nova ponte tenham início.

Na época, o Governo disse em nota que  “pleiteia o financiamento junto à Caixa Econômica e que está tomando as providências para o enquadramento do Estado na LRF o que possibilitará captar os recursos e realizar a obra”.

No dia 1º de fevereiro, a estrutura da ponte passou por uma vistoria técnica, onde uma equipe da Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) e o Corpo de Bombeiros estiveram no local.

Em 5 de fevereiro, a Ageto informou também que uma interdição aconteceria durante 10 dias, para a realização de um levantamento topográfico na superestrutura da ponte.

Os horários são pré-determinados com interdição total e liberação do tráfego a cada 50 minutos.

Balsas para travessia

O Governo do Estado informou que vai instalar uma balsa em Porto Nacional para a travessia do rio Tocantins. A medida foi anunciada após a ponte que fica na cidade precisar ser parcialmente interditada para uma avaliação estrutural. A previsão é que o serviço entre em operação até o começo de março.

Ainda é necessário construir um atracadouro para que veículos possam embarcar no local. A ponte terá o tráfego controlado entre os dias 5 e 15 de fevereiro, com interdição total e liberação da via a cada 50 minutos.

A Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) disse que é necessário interromper o tráfego porque os equipamentos topográficos precisam de estagnação para fazer as medições corretamente.

As medições serão feitas de manhã e a tarde, para verificar se há diferenças entre o concreto balizado pela manhã e o concreto expandido horas mais tarde.

Entenda o caso

Nesta sexta-feira (1º), a ponte sobre o rio Tocantins, na TO-255, em Porto Nacional, está passando uma vistoria técnica. Dessa forma, o trânsito está parcialmente interditado. Uma equipe de engenheiros da Agência Tocantinense de Transportes (Ageto) e o Corpo de Bombeiros também acompanha a vistoria.

Os motoristas que precisam passar pelo local tem medo da travessia, pois a ponte apresenta visíveis problemas estruturais. O Ministério Público Estadual (MPE) pediu nesta semana que o governo avaliasse a segurança da estrutura.

Atualmente, a travessia só é permitida para veículos com até 30 toneladas. No ano de 2014, foi aberto o processo licitatório para a construção de uma nova ponte, mas as obras não começaram.

Sua opinião é muito importante: