Ricardo Ayres abre mão de auxilio-moradia de mais de R$ 4 mil e prega fim dos privilégios

0
339

O deputado estadual Ricardo Ayres (PSB) protocolou na tarde desta quinta-feira, 07, um ofício para a Diretoria Geral da Assembleia Legislativa no qual ratifica e reitera o teor de outro ofício que já havia protocolado na legislatura passada declinando do recebimento da ajuda de custo para moradia, conhecido como auxílio-moradia. Segundo o parlamentar é preciso que todos entendam o momento pelo qual o Tocantins está passando. “Nossa população sofre sem assistência, sem atendimento, sem qualidade de vida e sem oportunidades”, disse.

O parlamentar explicou que respeita opiniões divergentes e ainda ressaltou que abriu mão da verba, a qual tem direito, por ter assumido em campanha o compromisso de combater todo tipo de privilégio. “Precisamos trabalhar ainda mais pela sociedade. Defendo que combatendo privilégios contribuiremos para que os recursos cheguem, em forma de oportunidades, para a população, principalmente aquelas que mais precisam da atenção do Estado”, destacou.

Ayres concluiu pontuando que a “força do exemplo diz tudo” e que acredita em uma união de esforços para promover a reestruturação do Tocantins. “É preciso que todos os poderes sejam mais eficientes e combatam os privilégios de qualquer natureza, lembrando que recente decisão do STF traça novos parâmetros para uso da verba que possui natureza indenizatória”, finalizou.

Auxílio-moradia

A ajuda de custo para moradia, denominada auxílio-moradia, foi instituído pelo Ato da Mesa Diretora n° 09, de 30 de dezembro de 2014. Para essa legislatura o valor está fixado em R$ 4.253,00 por mês.

Confira o oficio

Ofício

Sua opinião é muito importante: