Justiça rejeita ação que pedia gratuidade de balsa em Porto e partido diz que vai ao TJ

0
133
Ponte de Porto Nacional

Equipe Gazeta do Cerrado

A ação de responsabilidade de fazer protocolada pelo PR Estadual no fórum de Porto Nacional para que a balsa que começará a operar na travessia em Porto Nacional seja gratuita para a população e custeada pelo governo Estadual foi rejeitada pela justiça. O juiz afirmou entender que o transporte não é um direito fundamental.

O presidente do partido, deputado federal Vicentinho Júnior afirmou numa rede social que vai recorrer no Tribunal de Justiça. “Tenho certeza que teremos a sensibilidade de alguém no TJ porque a população não pode pagar esta conta”, afirmou.

Ele convocou a população para se manifestar nas redes sobre o assunto.

O governador Mauro Carlesse afirmou à Gazeta que estuda uma medida para amenizar o valor da balsa, porém não deu detalhes. Agentes do governo defendem que os públicos prioritários tenham acesso à gratuidade. Vicentinho fez a mesma defesa.

A ponte está interditada para veículos desde a última quinta-feira, 7, para que técnicos façam levantamento e análise na situação estrutural do local.

O proprietário da empresa PIPES chegou a dizer à Gazeta que iria se encontrar na próxima segunda-feira com o governador para discutir a implantação das duas balsas. As rampas ainda não foram construídas.

A interdição total, segundo o governo, é para preservar vidas.

Perdestes e motocicletas estão com acesso liberado na ponte.

Sua opinião é muito importante: