“Big Brother”: Suspeito é preso após aparecer em diversas câmeras praticando furtos

Suspeito foi preso após aparecer em várias imagens de câmeras - Divulgação Polícia Civil do TO

Policiais Civis da 5ª Delegacia de Palmas, coordenados pelo delegado Marivan da Silva Sousa, realizaram na tarde desta quarta-feira (13), a identificação e detenção de José Hilton de Araújo, também conhecido como “Baixinho”, o qual era procurado pela Polícia Civil em razão de seu envolvimento em vários crimes de furto ocorridos em diferentes pontos da Capital.

De acordo com o delegado Marivan, a ação ocorreu por volta das 7h30 desta quarta,quando uma equipe de policiais civis realizava diligência no Setor Aureny IV, região Sul de Palmas, quando avistaram o suspeito e efetuaram sua abordagem e detenção. O suspeito foi flagrado em diversos circuitos de câmeras de segurança nos locais onde sorrateiramente praticava os furtos.

Conduzido até a sede da 5ª Delegacia, “Baixinho” foi identificado, qualificado e interrogado sobre os fatos que ocorreram na competência da unidade policial e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, foi entregue à equipe da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Palmas, onde tramitam várias outras ocorrências envolvendo a suspeita de sua autoria.

Casal do Tráfico

Casal foi preso na Capital – Divulgação Polícia Civil do TO

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 5ª Delegacia de Palmas, efetuou, na manhã desta quarta-feira (13), a prisão em flagrante de Gevilson Lima do Nascimento, vulgo “Ciclope”, de 27 anos, e sua companheira, Vitória Ferreira Santos, de 19 anos. Eles são suspeitos pela prática do crime de tráfico de drogas e foram capturados quando se encontravam em uma residência, localizada no Setor Morada do Sol, região sul da Capital.

De acordo com o delegado Marivan da Silva Souza, os policiais civis encontraram e apreenderam com eles uma porção de maconha; um notebook da marca Positivo; várias peças de bijuterias e, ainda, o valor de R$ 195,05, em espécie, proveniente da venda de entorpecente.

Diante dos fatos, Gevilson e Vitória foram conduzidos até a Central de Atendimento da Polícia Civil, na região Sul da capital, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. Durante os procedimentos de confecção do auto de prisão em flagrante, os policiais civis da 5ª DPC efetuaram um levantamento sobre a vida pregressa de Gevilson e descobriram que havia um mandado de prisão preventiva ainda em aberto, em desfavor do homem.

Dessa maneira, o delegado Marivan deu cumprimento à ordem judicial expedida pela 4ª Vara Criminal de Palmas, determinando a regressão de regime para cumprimento de condenação também por tráfico de drogas.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, Gevilson foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. Vitória foi recolhida à carceragem da Unidade Prisional Feminina da Capital, ficando à disposição da Justiça.

Sua opinião é muito importante: