Motivação: a chave para o comprometimento e a produtividade

0
56

Todo gerente, diretor, ou gestor que exerce atividades de liderança dentro de sua empresa, está diariamente buscando soluções para tornar suas equipes mais produtivas, focadas nas metas da área em que atuam, e principalmente, comprometidas com os objetivos estratégicos da organização. E, quando falamos em produtividade, foco e comprometimento, estamos lidando basicamente com a motivação das pessoas. Seu time pode estar repleto de gente talentosa, dedicada, preparada para assumir compromissos. Mas se faltar motivação, tudo isso pode não fazer diferença.

Quase sempre, problemas de desempenho e falta de paixão no trabalho são fruto de lideranças distraídas, não de funcionários desleixados. Ao analisar os padrões de liderança de algumas corporações é possível afirmar que muitos gestores esquecem de enxergar os membros de suas equipes como seres humanos que precisam de estímulo. Na maioria dos casos, os chefes adotam a postura de acreditar que os colaboradores farão um bom trabalho – independentemente de questões como reconhecimento, benefícios, clima organizacional, entre outros -, pois possuem os interesses da companhia guardados no coração. Mas isso é um equívoco.

Para manter equipes engajadas há a necessidade de conhecê-las e reagir aos sinais que emitem. Isso porque, de acordo com dados do mercado, após seis meses de contratação os colaboradores já começam a dar sinais de desmotivação. Isso acontece principalmente em grandes empresas quando os recém-contratados passam a observar injustiças e falhas cometidas pelos seus gestores diretos.

Portanto, quando a motivação da equipe cai, o líder é a peça-chave para buscar o problema e encontrar a solução. Líderes que quiserem se destacar nas estruturas corporativas precisam sair um pouco de suas rotinas enlouquecedoras, olhar para as equipes e questionarem: a dinâmica de trabalho atual está funcionando? O que estou fazendo para motivar os profissionais? Essa tentativa de motivação faz sentido? O que posso fazer para melhorá-la?

“A falta de motivação pode aparecer por diversas razões, como estar trabalhando em uma função na empresa pelos motivos errados, quando a pessoa não vê perspectiva de crescimento, não se sente pertencente e quando entende que entrega valor, mas não é reconhecida à altura”, destaca a coach da Effecta Coaching, Janaina Manfredini.

A rotina faz com que algumas atitudes que desmotivam se tornem hábitos no ambiente empresarial. Para melhorar esta situação, Janaina separou um checklist com cinco comportamentos que podem estar desmotivando a equipe.

1. Ambiente de trabalho
O ambiente de trabalho deve ser adequado para trazer conforto e cumprir com as necessidades do time. O local que você oferece para a equipe é limpo e organizado? Entrega os materiais necessários? A falta desses cuidados gera desconforto e desmotivam as pessoas.

2. Comportamento
Tenha um feedback de como está o relacionamento entre a equipe. Perceba o comportamento, se todos estão colaborando, em busca de desenvolver e tratando uns aos outros com respeito. Discussões, disputas e desrespeito não são recursos saudáveis para o dia a dia no trabalho.

3. Habilidades insuficientes
Assumir um cargo maior ou ganhar uma promoção é o que todos esperam no trabalho. Mas, em alguns casos, este bônus pode não ser bom para a carreira. Pessoas promovidas sem a habilidade necessária para a função vão se esforçar, trabalhar mais e, no final das contas, não vão alcançar os resultados, o que gera dificuldade em manter a motivação. Conheça os limites de cada um, incentive e invista no desenvolvimento de habilidades e competências do seu time, melhorias e também a coragem em assumir quando não der conta.

4. Valores
Valores podem ter diferentes significados para cada pessoa. O que é um valor para você pode não ser para o seu colega do lado. Da mesma forma, empresas também apresentam seus valores. Antes de incluir alguém na equipe veja se o que essa pessoa compartilha dos mesmo valores da empresa.

5. Engajamento
Não esqueça as necessidades básicas do ser humano: ser ouvido, ser reconhecido, ser amado e ter o direito de errar. Traga a equipe para perto das decisões, informe tudo que acontece e peça opiniões e sugestões. Isso vai trazer os funcionários para perto das ações da empresa e, consequentemente, mantê-los motivados com as causas.

Sua opinião é muito importante: