Palmas passa a ter Rua Mariele Franco; Ato pede justiça e reforça luta das mulheres contra opressões e racismo

0
208

Maju Cotrim

Um grupo de Movimentos sociais realizou um ato nesta quinta-feira, 14, quando completa um ano do assassinato brutal da vereadora do Rio de Janeiro Mariele Franco e o motorista Anderson.

Os manifestantes pediram a elucidação do caso com relação aos mandantes do crime. Eram gritos de justiça e de protesto para que o caso seja elucidado.

Os representantes de movimentos colocaram ainda uma placa “inauguraram” a Rua Mariele Franco.

“O significado de Mariele não é de tristeza e sim de luta. Ela é uma mulher tribo que agrega outras”, disse a professora Gleys, feminista e representante do Observatório Outras. “A morte de Mariele nunca será justa e nos daráa a paz que a gente precisa. Ela morreu por fazer a coisa certa e lutar pela coisa certa”, afirmou.

“A morte dela representa o extermínio da mulher”, disse outra representante.

” A morte da Marielle foi uma forma de calar quem faz luta”, afirmou a feminista Eutalia Barbosa. “Sabemos que o mandante ele está ligado a uma estrutura de poder que mata as pessoas que fazem luta”, disse.

A Professora Ana Lucia, representando os Agentes de Pastoral Negra disse que a Mariele precisou ser assassinada para que fosse mostrado o quanto as correntes ainda estão presas no corpo das mulheres Negras. “Ela passa a ser a voz da população da periferia”, disse. “A morte de Mariele faz ascender a realidade de racismo 3 preconceito que existe no Brasil”, disse.

O representante do MST, Antônio Marcos afirmou que vários acampamentos tem o nome de Marielle.

Várias placas perguntavam quem mandou matar Mariele. Movimentos de Diretos Humanos acompanharam o Ato e externaram pedidos de justiça.

 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado: Ativas 24 horas por dia.
O objetivo é manter permanentemente os leitores e webespectadores bem informados e capazes de tomar decisões com base no conhecimento do mercado que a Gazeta do Cerrado traz minuto a minuto em suas matérias dinâmicas, em primeira mão e exclusivas.
📍 Não fique no palpite de terceiros. Confira a análise e as notícias da Gazeta do Cerrado e garanta a sua opinião sólida e bem formada.
Instagram - Gazeta do Cerrado
Twitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
Twitter - Gazeta do Cerrado
Facebook com as transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.facebook.com/gazetadocerrado.com.br  
Facebook - Jornal Gazeta do Cerrado
YouTube com as vídeo reportagens: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
YouTube - Gazeta do Cerrado
Grupo da Gazeta do Cerrado
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denuncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796
Para mentes pensantes

Sua opinião é muito importante: