“Fomos traídos pelos deputados”, dispara presidente do Sindicato dos servidores após MP passar sem pontos acordados

(Divulgação/SISEPE)

Maju Cotrim

Após a votação da MP 02 na qual parte do que foi acordado com os Sindicatos e votado nas Comissões foi descumprido, um dos articuladores na defesa do servidor, o presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro desabafou em entrevista a Gazeta. A votação foi rápida e a reviravolta foi no segundo turno quando pontos acordados não foram cumpridos.

A suspensão dos benefícios será por 24 meses.

“Foi golpe! Na segunda votação tudo que construímos na AL, no plenário na votação foi derrubado”, disse.

Segundo ele, quatro deputados apresentaram destaque para derrubar o que já tinha sido aprovado nas Comissões. Ele lamentou principalmente a retirada do
direito do servidor de ser avaliado durante o periodo da suspensão. “
Tiraram a avaliacao periódica, foi um golpe Vergonhoso para os deputados que aprovaram”, disse.

Ele citou alguns deputados que não teriam votado contra os servidores, segundo ele: Nilton Franco, Vanda Monteiro e Elenil da Penha.

“ O sentimento que temos é infelizmente que por mais que você construa algo na AL, um acordo, um consenso… quando chega na votação que eles mesmo concordaram não foi cumpridos. Fomos traídos pelos deputados. É uma Falta de respeito.
Alguma coisa falou mais alto a própria indoneidade dos deputados”, disse.

Reação

Os Sindicatos vai avaliar cuidadosamente a maneira que se deu a votação e não descartam entrar com medida jurídica. “Vamos observar tudo e avaliar, o que couber de recurso jurídico vamos fazer”, disse.

Foram duas audiências públicas, horas e horas de convencimento junto a deputados neste período de negociação.

Sua opinião é muito importante: