Cheque em branco? MP dos Contratos vai começar a tramitar na AL e já gera desconfiança

Cleiton Pinheiro - Presidente do Sisepe-TO

Maju Cotrim

Mais uma Medida Provisória que tramita na Assembleia Legislativa promete gerar polêmica e já tem desconfiança por parte dos deputados. A MP trata dos cargos e autoriza o governo a fazer contratações temporárias especiais em várias áreas porém não estaria com todas as informações, principalmente sobre o quantitativo que o governo pode contratar.

A MP ainda não tem relator na Casa de Leis.

A previsão atual do governo é de no máximo gastar R$ 300 milhões com folha de pagamento por mês. “É um cheque em branco dos deputados para o governador maa não tem um custo definido para estes contratos”, disse o presidente do Sindicato dos Servidores do Tocantins, Sisepe, Cleiton Pinheiro à Gazeta.

Segundo ele, o governo cortou benefícios dos efetivos mas não especificou o quantitativo de contratos que a máquina poderá ter. O Sindicato encaminhará um ofício solicitando os detalhes das informações tanto ao governo como a Assembleia.

Por outro lado, deputados governistas afirmam que a MP é positiva e que vai ajudar na reorganização que Carlesse está fazendo do Estado normatizando as contratações por áreas.

A MP foi publicada no Diário da Assembleia. Há duas semanas foi Aprovada a MP do Congelamento que ainda não foi sancionada pelo governador. A MP congela os benefícios por 24 meses e teve muita polêmica na aprovação após retirada do acordo e negociações traçadas com categorias. Sindicatos alegaram traição por parte dos deputados.

_______________________________________________________________________

 

1 comentário

  1. Porquê não faz concurso público para as vagas que tem? Isso tá me cheirando a politicagem, barganha política, aí tem mutreta

Sua opinião é muito importante: