Palmas receberá a Exposição “30 obras em 30 anos” no Espaço Cultural

Palmas receberá de 12 de abril a 03 de maio a Exposição “30 obras em 30 anos”, na Galeria do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, que reúne obras arquitetônicas contemporâneas consideradas como as mais expressivas da região amazônica nos últimos 30 anos. A exposição itinerante está percorrendo os estados da Amazônia Legal e depois de Manaus, Rio Branco e Porto Velho é a vez da capital do Tocantins. A abertura oficial será realizada no dia 11, às 20h, no Espaço Cultural.

A Exposição de Arquitetura Contemporânea na Amazônia – XAMA é uma iniciativa do Núcleo AMA – NAMA, formado pela reunião de grupos de pesquisas das universidades públicas, artistas e arquitetos, que buscam a documentação, divulgação e preservação da arquitetura moderna na Amazônia Legal. As ações promovidas ocorrem com a realização dos Seminários de Arquitetura Moderna na Amazônia – SAMA, das campanhas de preservação e reutilização de edifícios e da divulgação das pesquisas aderentes nesta temática na Revista Amazônia Moderna.

São expostos 30 projetos de arquitetura realizados na Amazônia Legal nas últimas três décadas, muitos deles premiados nacional e internacionalmente. O Tocantins tem uma participação expressiva com cinco projetos: Espaço Cultural (1994/1995) e Estádio Municipal em Palmas (1997/1998), ambos do arquiteto Paulo Henrique Paranhos; Centro de Pesquisas Canguçu (1998/1999) em Pium, de autoria do arquiteto e o vice-presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Tocantins (CAU/TO), Luis Hildebrando Ferreira Paz; a Faculdade Católica do Tocantins (2004/2006) do trio de arquitetos Manoel Balbino, Monica Crosara e Jalma Lamounier e Moradas Infantis (2015/2017) em Formoso do Araguaia, dos escritórios Rosenbaum + Aleph Zero.

O presidente do CAU/TO, Silenio Camargo, reforça o apoio do Conselho no evento e parabeniza todos os arquitetos do Estado envolvidos na exposição, em especial o vice-presidente do Conselho Luis Hildebrando.  “Apoiar a exposição é de suma importância para a nossa categoria. Todas as obras têm sua particular importância na história do Tocantins, é uma grande exposição que demonstra a importância da arquitetura para construção de uma cidade moderna e acessível, uma arquitetura feita para as pessoas”, explica o presidente.

O vice-presidente do CAU/TO, Luis Hildebrando Ferreira Paz, comenta sua participação na exposição. “Fico muito grato em ter a oportunidade de participar de uma exposição tão rica em informação e cultura e de muito significado para nossa categoria. Estar representando o nosso Estado, ao lado de colegas muito talentosos, é com certeza mais um marco na nossa carreira”, reforça.

A edição de Palmas foi organizada pelos curadores regionais Adriana Dias (Centro Universitário Luterano de Palmas CEULP/ULBRA), Marianna Cardoso (Universidade Federal do Tocantins – UFT) e Giuliano Orsi (Universidade Federal de Uberlândia) e conta com o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo – CAU e da Fundação Cultural de Palmas.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: