Como deixar a casa segura para bebês e crianças? confira dicas práticas!

Por mais que nos preocupemos em deixar nossa casa segura cem por cento do tempo, alguns detalhes acabam passando despercebido para quem tem bebê ou criança em casa. Um simples móvel com quinas desprotegidas pode se tornar um grande perigo para os pequenos que estão engatinhando ou começando a andar.

Sem falar que, tanto os bebês quanto as crianças maiores, adoram “desbravar” a casa inteira, pois tudo é uma surpresa para eles. Então, é preciso redobrar os cuidados com os objetos que deixamos espalhados por aí ou até mesmo guardados em armários sem tranca.

Parece um desafio, mas não é. Com algumas dicas práticas dá para deixar sua casa o mais segura possível para toda a família. Acompanhe a leitura e saiba como!

NÃO DEIXE OBJETOS ESPALHADOS PELO CHÃO

Essa é a principal dica para quem tem bebês e crianças menores, que adoram brincar no chão sobre o tapete. Isso é ótimo tanto para os pequenos, quanto para os pais, que ganham minutos preciosos para fazer as tarefas do dia enquanto os filhos brincam por perto.

Mas, para que essa tranquilidade não se transforme em um pesadelo, é obrigatório inspecionar cada cantinho da casa, retirando qualquer objeto perigoso do chão ou do alcance dos pequenos. Remédios, chaves, objetos cortantes ou que possam ser engolidos… Tudo isso deve ser retirado dos móveis baixos após a chegada do bebê. Uma boa dica é instalar prateleiras suspensas para deixar a casa mais segura.

Esqueça também o velho hábito de chegar do supermercado e deixar as sacolas jogadas de qualquer jeito na cozinha, pois elas podem parar nas mãos curiosas dos pequenos, colocando-os em risco de sufocamento. Então, fique de olho!

PROTEJA TODAS AS PORTAS E JANELAS

A primeira coisa a se fazer é retirar qualquer tipo de móvel que esteja perto das portas e janelas da residência, já que eles poderão servir para seus filhos escalarem certas alturas e se colocarem em risco.

Além disso, é obrigatório que todos os parapeitos externos tenham rede de proteção. Mesmo que a criança não consiga alcançar essas áreas, não dá para contar com a sorte e deixá-las desprotegidas, certo?

Também é essencial eliminar cordões de cortinas e persianas, cortando ou amarrando de um jeito que seu filho nunca vá pensar em enrolá-los no pescoço. Quanto às portas, certifique-se de que todas as fechaduras e maçanetas estão em perfeito estado de funcionamento. Assim, as crianças que já têm altura o suficiente para trancar a porta não correrão o risco de ficar presas.

Para quem tem crianças menores, uma ótima dica é utilizar protetores de porta para evitar o clássico acidente de prender os dedos. Geralmente, esses protetores são fabricados em espuma ou borracha e devem ser atados às maçanetas, impedindo que elas se fechem por completo.

E sabe aquelas portas de vidro que até mesmo nós, adultos, já demos com a cara?! Pois é! Vale a pena “sinalizá-las” com adesivos coloridos posicionados na altura dos olhos da criança.

COLOQUE PORTÕES DE SEGURANÇA NA ESCADA

Sabemos que os cuidados com acessibilidade devem ser redobrados em casas com escadarias. Para quem tem criança pequena, o ideal é instalar portões de segurança na base e no topo da escada, restringindo o acesso dos seus filhos.

Essa dica é especialmente válida para garantir a segurança dos bebês que estão começando a dar os primeiros passinhos. Como eles ainda não têm a exata noção de seus limites, encontrar uma escada desprotegida à frente poderia ser perigosíssimo.

Além disso, à medida que a criança for crescendo, cabe aos pais monitorarem o acesso dos pequenos, ensinando-os aos poucos a utilizar corretamente as escadas. Nesse sentido, corrimãos de ambos os lados e degraus antiderrapantes também são itens obrigatórios para uma casa segura.

FAÇA DA COZINHA UMA ÁREA RESTRITA

Quando o assunto é deixar a casa segura, a cozinha deve ser encarada como um território proibido para os pequenos. Afinal, esse costuma ser o cômodo de maior risco para eles, especialmente por conta do fogão e dos objetos cortantes.

Alguns eletrodomésticos básicos também podem ser perigosos. Por isso, o ideal é deixar itens como microondas e cafeteira sempre desligados da tomada. Na verdade, o melhor mesmo é manter todas as tomadas da casa cobertas com protetores específicos.

Os armários são outra fonte de perigo, já que podem abrigar produtos nocivos às crianças, como produtos de limpeza ou um simples mata-mosquitos. O mais recomendado é instalar portões de segurança na entrada da cozinha, liberando o acesso das crianças somente quando os adultos estiverem por perto.

Ainda assim, é válido colocar trancas nos armários e gavetas, além de se concentrar nos cuidados básicos do dia a dia: não cozinhar com os cabos das panelas virados para “fora” do fogão, não utilizar toalhas de mesa que possam ser facilmente puxadas pelos pequenos e jamais deixar fósforos ou isqueiros ao alcance de seus filhos.

REDOBRE A ATENÇÃO COM OS BANHEIROS

Assim como a cozinha, os lavabos e banheiros também apresentam maior chance de risco. Por exemplo: você sabia que uma criança pode se afogar em apenas 2,5 cm de água? Pois é. Isso acontece por conta do peso da cabeça das crianças menores, que tende a deslocá-las para frente. Então, imagine só o perigo de deixar um balde com resto de água por perto ou até mesmo o vaso sanitário destampado no banheiro?! Aqui vão outras dicas de ouro para essa área:

  • jamais deixe que as crianças utilizem o vaso sanitário como apoio;
  • invista em pisos antiderrapantes, sobretudo na área interna do box;
  • retire objetos perigosos da bancada, como barbeadores, secador e chapinha;
  • não deixe cosméticos e maquiagens ao alcance dos pequenos;
  • não deixe seu filho utilizar a banheira sem a sua supervisão;
  • acompanhe as crianças menores no banho.

INSPECIONE TODA A ÁREA DA PISCINA

Se você tiver piscina em casa, triplique os cuidados com a área para evitar risco de quedas ou afogamentos. A começar pelos pisos, que devem ser antiderrapantes, assim como os portões de segurança, que precisam ser mantidos fechados sempre que a área estiver vazia — sobretudo nas estações quentes em que a piscina fica a maior parte do tempo descoberta.

O restante você já sabe: jamais deixe crianças desacompanhadas na área de lazer da casa. Afinal, a supervisão de um adulto atento é sempre a melhor medida preventiva contra acidentes domésticos. Assim, conforme a criança for crescendo, ela aprenderá a importância de se proteger e não se colocará em risco quando os adultos não estiverem por perto.

Ter uma casa segura é muito mais do que uma necessidade. Tem a ver com a aprendizagem e com o desenvolvimento dos pequenos em cada fase da vida. E nada melhor do que acompanhar cada passinho deles, não é mesmo?

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: