Ex-secretário estadual da Juventude é preso pela Polícia Federal

Ex-secretário estadual da Juventude é preso em poração da PF - Reprodução Inistagram

Joaquim Parente Júnior, ex-secretário estadual da Juventude, foi preso nesta segunda-feira, 15, durante a operação Krank, da Polícia Federal (PF). Ele foi secretário da gestão de Carlos Gaguim (DEM), hoje deputado federal.

Joaquim é investigado por suposta fraude em licitação no programa Projovem Urbano, do Governo Federal que pode ter desviado R$ 200 mil entre 2009 e 2010.

Conforme as informações da Polícia Federal, uma empresa teria sido contratada de forma irregular e não prestou os serviços. O objetivo do programa era fazer a reinserção de jovens ao sistema educacional.

O ex-secretário participou de uma audiência também nesta segunda-feira, e a Justiça Federal decidiu manter a prisão provisória dele. Ele teria tentado coagir testemunhas durante as investigações.

Joaquim Parente é alvo da PF pela segunda vez. Ele também foi denunciado na Operação Ápia por não repassar dinheiro de consiginados dos servidores públicos aos bancos, durante a gestão na Secretaria da Fazenda, no governo de Sandoval Cardoso.

Em entrevista ao Jornal do Tocantins, a defesa de Joaquim disse que não vai manifestar.

A Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) disse em nota que a investigação é sobre programas desenvolvido no Tocantins em gestões passadas.  “Ainda assim, a Seduc se coloca à disposição da Justiça no sentido do colaborar para que os fatos sejam elucidados”, disse a assessoria da pasta.

*Com informações do G1 Tocantins

________________________________________________________________________

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: