Município estratégico do Tocantins, Colinas completa 59 anos; Conheça a história e particularidades

O município de Colinas completa 59 anos neste domingo, 21 de abril. Uma das principais cidades do Tocantins, Colinas se destaca pelo potencial econômico. De acordo com o Censo Demográfico de 2014 do IBGE, com referência a 1 de julho do mesmo ano, estima-se uma população de 43.678 habitantes. Possui uma área de 844 km².

O atual prefeito é Adriano Rabelo que deve disputar a reeleição. A cidade tem ainda a deputada estadual Amália Santana do PT que está no terceiro mandato na Assembleia e como representante também Eduardo Bonagura, bem votado na cidade.

O dia começou com ampla programação festiva na cidade com missa em Ação de Graças ao aniversário depois Momento Cívico na Praça 21 de abril e terá ainda Exposição de carros antigos na Praça 7 de Setembro, a Copa Colinas de Bicicross e a de Motocross. Á noite haverá a apresentação do Grupo teatral Artpalco de Araguaína.

Conheça a história de Colinas:

Colinas do Tocantins, teve sua criação estreitamente ligada a criação da rodovia Belém-Brasília, o povoado antes pertencente ao município de Tupiratins, graças a sua favorável localização, atraiu a atenção de várias famílias que se dedicaram aos trabalhos agrícolas, comerciais e industriais na nascente povoação.
Recebeu a sua autonomia municipal, sendo oficialmente instalado em 1° de janeiro de 1964. Localiza-se a uma  atitude 08º03'33" sul e a uma longitude 48º28'30" oeste, estando a uma altitude de 227 metros.

A história de Colinas de Goiás se associa intimamente à localização da BR-153 (BelémBrasília), cuja alteração do traçado provocara o declínio da vila do deserto o que levou o Sr. Elias Lopes da Silva, prefeito de Tupiratins, a idealizar a futura cidade.
Em abril de 1960, foi lançada a pedra fundamental, iniciando-se as construções das
primeiras moradias, às margens da importante rodovia.

Deram-lhe o nome de “Colinas de Goiás,” por estar localizada numa planície próxima às serras que servem de divisor de águas do Tocantins e Araguaia, de onde se descortinam as colinas da Serra Azul.

O progresso da povoação foi bastante rápido, dada a afluência crescente de numerosas famílias, principalmente do nordeste, em busca de atividades Agrícolas,
comercias e industriais.

Em 2 de abril de 1962, pela lei municipal de Tupiratins, nº 26, o povoado de Colinas
foi elevado à categoria de distrito.

Em 23 de outubro de 1963, pela lei estadual nº 4707, o distrito recebeu sua
autonomia municipal, instalando-se oficialmente o município em 1º de janeiro de 1964.
O município de Colinas do Tocantins localiza-se na 5ª Mesoregião Ocidental do
Tocantins e a cidade sede da Região Administrativa do Estado. Com a abertura da BR-14 BelémBrasília (hoje BR-153) houve grande afluência de pessoas, vinda de diversas partes do país para o recém iniciado povoado de Nova Colina, á procura das boas e baratas terras da região, também, de espaço comercial e empregos.

Marcada a data de 21 de abril de 1.960 para a inauguração de Brasília, já em janeiro do mesmo ano o Prefeito José Cirilo de Araújo, de Tupiratins, sede do município do qual Colina se desmembraria mais tarde, acertou com o líder político Elias Lopes da Silvas, e outros, a fundação, naquele mesmo dia de uma nova cidade nas planícies elevada à margem do ribeirão Capivara.

O objetivo era atrair parcela de imigrantes, que, fascinados pelo desbravamento iniciado com a abertura da rodovia Belém-Brasília, buscavam os melhores pontos para se fixarem.
Em 21 de abril de 1.960, quando o país festejava a inauguração de Brasília como a nova capital do país, José Cirilo começava a distribuição de lotes urbanos da então Colinas de Goiás, que o povo passou a chamar de “Nova Colina”. {Em 02 de abril de 1962, a Lei Municipal nº 26, da mesma data do Município de Tupiratins, Estado de Goiás, o povoado de Nova Colina foi elevado à categoria de Vila/ Destrito, com o nome de Colinas de Goiás. Por força de Lei nº4.707, de 23 de outubro de 1963, Colinas de Goiás é elevada a município autônomo, com o mesmo topônimo}. Com a criação do Estado do Tocantins, a Assembléia Legislativa, por Decreto Legislativo nº 01/89, no Artigo 4}, o Município de Colinas de Goiás, recebe a modificação no topônimo para Colinas do Tocantins.

Gentílico: colinense

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Colinas, pela lei municipal nº 26, de 02-04-1962,
subordinado ao Tupirantins.

Elevado à categoria de município com a denominação de Colinas de Goiás, pela lei estadual nº 4707, de 23-10-1963, desmembrado de Tupirantins. Sede no atual distrito de Colinas de Goiás (expovoado de Colinas). Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1964.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.
Pelo decreto legislativo estadual nº 1, de 01-01-1989, o município de Colinas de Goiás tomou a denominação de Colinas de Tocantins.

Em divisão territorial datada de 1991, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
Alteração toponímica municipal Colinas de Goiás para colinas de Tocantins, alterado pelo decreto legislativo estadual nº 1, de 01-01-1989.

Sua opinião é muito importante: