Quarta edição do “Som na Árvore” acontecerá nesse sábado, 25

ASTEROID 66 - creditos Divulgação

O próximo “Som na Árvore” acontecerá nesse sábado, 25, com a apresentação das bandas Big Marias, Lado 63 e Asteroid 66, reunindo a diversidade sonora do rock ao rap palmense para essa quarta edição do projeto que desde abril tem movimentado a cena alternativa da Capital.

O evento é mais um trabalho idealizado pela Árvore Seca, produtora de eventos culturais em Palmas que já soma três anos de atuação no mercado. A primeira edição ocorreu no início de abril, e desde então foi responsável por trazer shows inéditos, como a banda franco-brasileira Čao Laru, e apresentação de diversas bandas locais, levando música autoral de qualidade ao público presente.

A edição deste sábado também será o retorno oficial das irmãs Samia Cayres (guitarrista e vocalista) e Maria Eugenia “Didia” Cayres (baterista) aos palcos, dessa vez com a banda Big Marias, novo projeto experimental com características do punk rock ao trip-hop. O grupo conta ainda a presença de Cyntia Miranda (backing vocals) e Lucas Lago (baixo).

Big Marias

As irmãs participaram da antiga Boddah Diciro, uma das mais conhecidas e bem projetadas bandas da Capital, somando mais de 10 anos de palco em shows por todo o Brasil. Em 2007, o grupo gravou o disco Strange, no estúdio RockLab em Goiânia, e teve a oportunidade de tocar em grandes festivais de renome nacional, como a Virada Cultural (SP), Bananada (GO), Varadouro (AC) e o Casarão (RO).

“O nome Big Marias é antigo, o projeto já existe há algum tempo e surgiu da vontade de fazer um som com minha irmã, mais cru, indo do punk ao trip-hop, que são os gêneros que gostamos muito de ouvir. Porém, até então tocávamos apenas para nós e mostrando para alguns amigos próximos”, contou Samia Cayres.

Ainda segundo a vocalista, a Boddah Diciro encerrou as atividades há pelo menos seis anos, e agora a proposta com a Big Marias é fazer experimentos diferentes com a música. “Reunimos um bom time, com o Lucas e a Cinthia, e tem sido um momento legal e bastante experimental para a nossa banda, com referências diversas, mas principalmente trazendo uma sonoridade dos anos 90”.

Asteroid 66

Falando em músicos de carreira na capital, a banda Asteroid 66 é outra atração de peso que irá se apresentar no palco do Som na Árvore no próximo sábado. Formado em 2009, o grupo composto por Elton Figueiredo (guitarra e backing vocals), Rojas Rohden (bateria), Juan D’angelo (baixo) e Mylena Ribeiro (vocalista) levará o rock dos anos 50 e 60 para dentro da Casa da Árvore.

Com um disco lançado em 2011, “Eu Digo Valendo” e um EP com oito faixas gravado em 2015, a proposta da banda é “revisitar as raízes do rock distribuindo tentativas de delícia e carrinhos na maldade pelos palcos de Palmas”, definiu o vocalista Elton Figueiredo.

O repertório da Asteroid 66 conta com apresentação de composições autorais, com temas “singelos como amores perdidos, carros sucateados, bêbados rockers e bruxas da era moderna”, conforme destacou a própria banda, além de covers de artistas consagrados, como Little Richard, Chuck Berry, Elvis Presley e os Beatles.

Lado 63

Com apenas dois anos de formação, a Lado 63 é a nova aposta do cenário palmense, trazendo uma mistura musical diferenciada que vai do rap ao rock, blues, jazz e o baião. O grupo é formado por Lucas “Dallaguim” (beatbox e mc), Felipe “Hemp” (mc), “Pri” Paula (vocalista e guitarrista), Demetryus “Dimy” (baixo) e Pedro da Silva (bateria).

O grupo já possui duas músicas gravadas, Vozes do Subúrbio, com produção de Guido Jargões e Sonhos, produzida pela LabirinTO, que estão disponíveis nas plataformas digitais Youtube, Spotify e Deezer.

De acordo com Lucas Dallaguim, o objetivo da Lado 63 é “trazer reflexões, diversidade e expressão através da música, além de usar esse elemento como algo intermediário para o toque no coração de cada ouvinte, do mesmo jeito que ela nos toca”.

Som na Árvore – Programação

A quarta edição do “Som na Árvore” começa a partir das 18 horas desse sábado, 25, na sede da produtora Árvore Seca, na quadra 112 sul, próxima a avenida JK. O primeiro show está marcado para as 21 horas.

Os ingressos podem ser adquiridos no local do evento, pelo valor de R$ 15,00 até as 21 horas, e a partir desse horário, o preço sobe para R$ 20,00. Lembrando que a produtora oferece um desconto de R$ 5,00 para aqueles que entregarem um quilo de alimento não perecível no ato da compra. Toda a arrecadação será destinada ao projeto “@TOinvisivel”, parceiro da Árvore Seca.

Sua opinião é muito importante: