Sessão 30 anos de Palmas: Nilmar relembra desafios; Amastha diz que sua gestão foi a mais investigada: “a um estrangeiro não era permitido errar”

Nilmar Ruiz - Foto - Gazeta do Cerrado

De Brasília-Maju Cotrim

A sessão em homenagem aos 30 anos de Palmas no Senado foi presidida pelo senador Eduardo Gómes, que solicitou a homenagem.

Na mesa estão a prefeita Cinthia Ribeiro, ex-prefeita Nilmar Ruiz, o ex-prefeito Carlos Amastha, o também senador Irajá Abreu assim como o presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade e o prefeito de Colinas, Adriano Rabelo para representar os demais gestores do Tocantins.

Muitos vereadores e outras autoridades participam da sessão.

Após o hino, alguns vídeos foram transmitidos lembrando homenagem e a história da capital.

Representando os ex-prefeitos que já passaram por Palmas, Nilmar Ruiz foi a primeira a falar. “Tivemos vários períodos, o primeiro de criação, o sonho de ter no mais novo Estado a capital mais nova do país”, disse.

Ela disse que havia um forte desejo e sonho em fazer uma capital como Brasília. “Uma capital que pudesse receber a todos que pudesse ali ter condições de vida”, disse.

“Palmas é uma soma de sonhos e desejos”, disse.

Ela contou sua história na capital e disse que tem o mesmo amor e contas de ver Palmas cada vez melhor.

Amastha falou em seguida

Carlos Amastha – Foto – Gazeta do Cerrado

O ex-prefeito Amastha falou em seguida. Ele disse que Palmas é um sonho vivido por várias pessoas. Ele lembrou Siqueira Campos e disse que os pioneiros enfrentaram enormes desafios. “Fazem parte da história cada um com seu legado”, disse ao citar os ex-gestores.

“Construímos todos uma cidade vibrante, Alegre e hospitaleira”, disse. Ele afirmou que viveu os melhores anos como prefeito da capital. “Cortamos regalias, mudamos as práticas e buscamos eficiência”, disse.

Ele falou da Educação, de indicadores positivos da cidade quando foi prefeito e de algumas ações. “Melhoramos a saúde num momento em que se aumentava a demanda. Temos mais conquistas: Palmas e a capital que mais se pratica esportes e que mais conseguiu redução de transportes no trânsito”, citou.

“Deixamos para a prefeita mais de R$ 300 milhões aprovados”, disse.”Vencemos muitas batalhas, foi a gestão mais vigiada e investigada”, disse.

“Fui prefeito quando as redes deram voz ao cidadão. Tive a população acompanhando de perto…a um estrangeiro não é permitido errar. Nunca estranhei a pressão e as cobranças”, disse. Amastha disse emocionado que cresceu muito como pessoa.

“Espero que a atual e futuras gestões continuem os projetos da capital”, disse.

“Sonhemos alto e sonhemos em fazer de Palmas a melhor cidade para se viver”, disse.

A Gazeta acompanha a sessão em Brasília.

_____________________________________________________________________

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: