Anatel diz que quase 900 mil de brasileiros cancelaram serviços de TV por assinatura

TV por assinatura - Divulgação

A Anatel divulgou nesta semana um levantamento sobre o número de TVs por assinatura existentes no Brasil em abril de 2019 e constatou que pouco mais de 899 mil brasileiros cancelaram o serviço em 2018, representando uma diminuição de 5,01% em um comparativo com o ano anterior.

Além dos números acima, a Anatel também revelou que em abril havia uma contagem de 17,07 milhões de domicílios com TV por assinatura, bem como o registro de 168,94 mil cancelamentos numa comparação com o mês de março (representando uma queda de 0,98%).

Números entre operadoras

Quando observamos os dados entre as operadoras disponíveis em nosso país, vemos que a Claro lidera com 8,34 milhões de assinantes (representando 48,85% do mercado), sendo seguida por SKY (5,12 milhões de assinantes), Oi (1,59 milhão de usuários) e Vivo (em 1,50 milhão de lares). Entretanto, apenas a Oi teve um crescimento no seu número de clientes, registrando presença em mais 61,65 mil residências em abril (aumento de 4,03%).

Ainda em abril, as empresas de pequeno porte registraram uma queda de 15,21% no número de assinaturas (passando para 521,63 mil lares), enquanto as prestadores independentes (que não possuem registro) aumentaram sua parcela para 11,52 mil residências (variação positiva de 3,35%).

Fonte: TecMundo

_______________________________________________________________________

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: