Reforma da Previdência: tempo de contribuição para homens sobe de 15 para 20 anos

Relator da proposta de reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira Foto - Marcelo Carmargo/Agência Brasil

O voto do relator da proposta de reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), prevê aumento do tempo mínimo de contribuição para homens de 15 para 20 anos. A proposta é somente para trabalhador urbano. O tempo de contribuição para as mulheres permanece em 15 anos, no voto do relator.

“Tal medida [aumento do tempo mínimo de contribução] não pode ser adotada para as mulheres e muito menos no meio rural, onde há grande dificuldade de comprovação de contribuições”, diz o voto do relator.

O relatório deverá ler lido na Comissão Especial da Reforma da Previdência, que iniciou reunião na manhã de hoje com mais de uma hora de atraso. No momento, os líderes estão com a palavra na comissão.

O relator também não concordou com a proposta do governo de extrair do texto constitucional a aposentadoria por idade. “Assim, devolvemos ao texto constitucional esse benefício, deixando no inciso I do §7º do art. 201 a regra do trabalhador urbano com fixação da idade mínima em 65 anos, se homem, e de 62 anos, se mulher”, diz o voto.

Fonte: Agência Brasil

_______________________________________________________________________

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

1 comentário

  1. Bolsonaro traíra. Votei mas arrependi. Ñ representa os menos favorecidos, sim a elite. Quer fazer reforma? começa de cima p baixo, ñ tirando de quem está lutando p sobreviver. Tantas regalias q poderiam ser revistas: dívida de grandes empresas, taxar grandes fortunas, impostos ñ cobrados de embarcações de luxo (IPVA), helicópteros e tantas outras. Outra, o trabalhador q ficar sem emprego aos 60 anos, qual empresa vai empregá-lo?… nunca mais voto nele, nem nos deputados q votar a favor dessa reforma.

Sua opinião é muito importante: