Desastre em Brumadinho: 32 pessoas continuam desaparecidas, segundo Defesa Civil de MG

Barragem em Brumadinho rompeu na sexta-feira, 25 - Foto - Corpo de Bombeiros

Chegou a 240 o número de mortos identificados pelo Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Civil devido ao rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Defesa Civil do estado, até esta segunda-feira (13), 32 pessoas continuavam desaparecidas na tragédia da mineradora.

A polícia não divulgou o nome das três últimas pessoas identificadas. Segundo a corporação, este foi um pedido dos parentes das vítimas.

No dia 25 de janeiro deste ano, a barragem da Mina Córrego do Feijão se rompeu, matando dezenas de pessoas e contaminando o Rio Paraopeba, um dos afluentes do Rio São Francisco. Os rejeitos devastaram a área administrativa da mineradora, incluindo o refeitório, onde muitos trabalhadores almoçavam na hora do rompimento.

A usina ITM de beneficiamento também foi atingida, assim como vagões de trens e veículos que estavam na empresa. Após varrer a mineradora, a lama atingiu comunidades de Brumadinho destruindo casas, inclusive uma pousada, e propriedades rurais.

No 109° dia de buscas, 143 militares do Corpo de Bombeiros atuavam em 19 frentes de trabalho. A equipe conta com seis cães, 96 máquinas pesadas e um drone.

Números da tragédia

  • 240 mortos identificados
  • 32 desaparecidos
  • 395 localizados

fonte: G1 Minas Gerais

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: