Irajá discute aplicação da lei do georreferenciamento com presidente do STF

O senador Irajá (PSD-TO) se reuniu nesta semana, em Brasília, com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, para pedir apoio do Judiciário para orientar os cartórios de todo o Brasil na aplicação da lei nº 13.838 de 2019.

De autoria do senador, a lei, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 4 de junho deste ano, dispensa a carta de anuência dos confrontantes (vizinhos) na averbação do georreferenciamento de imóveis rurais, medida que beneficia 15 milhões de produtores de todo o Brasil. “O Congresso deu um importante passo para reduzir a burocracia, agora a lei precisa ser cumprida”, afirma o senador Irajá.

O que é?

A nova lei é resultado do PLC 120/2017 aprovado pelo Senado Federal em maio deste ano e pela Câmara dos Deputados em 2017. O texto sancionado pelo presidente da República dispensa a carta de anuência dos confrontantes (vizinhos), bastando para tanto a declaração do requerente de que respeitou os limites e as confrontações.

“A exigência de carta de confrontação – assinada pelos vizinhos da propriedade em que ocorre o georreferenciamento – já foi dispensada pelo Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária] há muitos anos, mas os cartórios continuavam exigindo essa burocracia. A nova lei traz segurança jurídica e vai destravar milhares de processos em todo o Brasil”, destaca o autor da lei.

fonte:

Assessor de Comunicação

Gabinete Senador Irajá (PSD/TO)

 

 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Sua opinião é muito importante: