Professor é esfaqueado por aluno na sala de aula

Professor foi esfaqueado dentro da sala de aula - Divulgação

Um estudante de 17 anos desferiu facadas contra um professor nesta quinta-feira (13) dentro de sala de aula em uma escola de Ananindeua, região metropolitana de Belém. Fotos que circularam nas redes sociais mostram os corredores da escola com diversas marcas de sangue.

O caso ocorreu no início da noite na escola municipal Doutor Benedito Maia, localizada no conjunto Abelardo Conduru, bairro do Coqueiro.

O professor de português, identificado como Nuno André da Silva Nunes, 37, foi socorrido e deu entrada, às 20h18, no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. O estado de saúde dele é considerado estável, de acordo com o hospital.

Segundo a Polícia, a vítima teve ferimentos no lado esquerdo do rosto, no braço direito e no peito. Em depoimento, o professor disse que não sabe o motivo da agressão.

A prefeitura de Ananindeua informou que colegas de turma do adolescente disseram que, na noite de quarta (12), ele se sentiu ofendido, após receber uma reclamação do professor.

O adolescente foi conduzido para a Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), em Belém, onde foi registrado procedimento de auto de apreensão por ato infracional de lesão corporal. O motivo da agressão ainda será investigado.

Em nota, a Prefeitura de Ananindeua disse que acompanha o caso e que o estudante foi apreendido acompanhado dos responsáveis e do diretor da escola.

Marcas de sangue ficaram espalhadas pelo corredor da escola – Divulgação

Fonte: G1 Pará

________________________________________________________________________

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado24 horas por dia:
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

1 comentário

  1. É um absurdo que tal fato tenha acontecido. O Brasil infelizmente está muito atrasado na questão de punição a tais meliantes. Podem traficar, assaltar, matar, estuprar, etc, etc e não pedem ser presos. É uma vergonha.

Sua opinião é muito importante: