Colisão no norte do Estado mata jovem e deixa dois feridos

Equipe Gazeta do Cerrado

Um acidente grave aconteceu na noite desta quinta-feira, 11, durante uma ultrapassagem perto de Wanderlândia, norte do Tocantins. A colisão ocorreu durante uma ultrapassagem entre um carro e um caminhão.

Uma das passageiras do veículo de passeio, Jaqueline Miranda, de 23 anos, foi à óbito.

Os demais ocupantes eram o jornalista Daniel Lélis e Tarcísio Bruno. Daniel é assessor do deputado estadual Elenil da Penha do MDB e empresário da área da Comunicação.

Daniel está no hospital de Araguaína e teve escoriações. Ele recebe o apoio de familiares e amigos bem como de colegas Jornalistas.

Já Tarcísio passa por cirurgia ainda na noite de hoje no HRA. Ele teve fraturas no fêmur e na face, segundo informações apuradas pela Gazeta junto a amigos.

O Corpo de Bombeiros e o SAMU atenderam a ocorrência.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra os socorristas fazendo massagem cardíaca em Jaqueline de Miranda, mas ela não resistiu. A mulher morreu no local e os dois homens foram levados para o Hospital Regional de Araguaína.

Ainda segundo a polícia, os dois veículos seguiam em sentido contrário e a suspeita é que o caminhão teria invadido a contramão. O caminhoneiro foi levado para depor e vai responder por homicídio culposo no trânsito.

Após a colisão o motor do carro acabou sendo arremessado e atingiu outro veículo que passava pelo local. A perícia foi chamada e um lado vai definir as causas do acidente.

O corpo de Jaqueline Miranda foi levado para o IML e liberado para os parentes. Ela deve ser levada para Campestre (MA), onde deve ser feito o sepultamento.

Sua opinião é muito importante: