88% dos brasileiros acham desmatamento da Amazônia preocupante, aponta Ibope

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 21/08/2019

Última atualização em 26/08/2019 10:39

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Pesquisa de opinião feita pelo Ibope, com a intenção de medir as percepções da população brasileira sobre a Amazônia, aponta que, para 88% dos entrevistados, o desmatamento ilegal na floresta amazônica é preocupante. Entre os ouvidos, 84% disseram concordar totalmente que preservar a Amazônia é essencial para a identidade do Brasil.

A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 16 de agosto, entrevistou mil pessoas distribuídas em todas as regiões do país e a margem de erro é de três pontos percentuais. O levantamento é uma parceria entre o Ibope e a organização não governamental Avaaz, responsável por promover abaixo-assinados online.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (21), em um evento em Brasília, com a Frente Parlamentar Ambientalista. “Nós descobrimos uma coisa muito interessante, 89% dos eleitores querem que o Congresso Nacional assuma mais responsabilidade para combater o desmatamento ilegal na Amazônia, 90% querem que o presidente Bolsonaro e o governo federal aumentem a fiscalização, são números da pesquisa Ibope”, comentou Diego Casaes, coordenador de Campanhas do Avaaz.

“Entre os deputados também há bastante consenso, 98% querem assumir mais responsabilidade sobre a proteção da floresta, os números dizem que mesmo sendo de diferentes partidos, orientações e regiões do país, deputados e cidadãos concordam, a gente só não está conseguindo se falar direito e dialogar”, afirmou Diego.

No evento, a Avaaz também entregou aos parlamentares abaixo-assinado feito pela sua plataforma online com mais de 1,1 milhão de assinaturas pedindo a preservação da Amazônia.

“Se o Brasil não tomar cuidado com o meio ambiente, com as pessoas , também não vai ter mais a quem vender os produtos da agricultura. Eu não estou falando aqui para aqueles agricultores que não acreditam em nada disso, que ainda não acreditam que a Terra é redonda, esses nós precisamos combater na política e isolar politicamente, eu chamo a atenção daqueles esclarecidos que estão calados e que estão lavando as mãos para o desmonte que está sendo feito, porque está na hora de se posicionar”, disse o coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Nilto Tatto (PT-SP).

Mais sobre a pesquisa Ibope

Na pesquisa, os entrevistados foram convidados a responder sobre o quanto concordavam com diversas afirmações sobre a Amazônia. 90%, por exemplo, disseram que concordam totalmente com a frase “Preservar a Amazônia é essencial para a saúde do meio ambiente no Brasil”. Quando a pergunta foi sobre preservar a Amazônia ser essencial para a economia brasileira, o índice foi de 67% concordando totalmente e 20% parcialmente.

O levantamento também questionou os entrevistados sobre a afirmação “O presidente Jair Bolsonaro e o Governo Federal devem adotar uma política de “tolerância zero” contra o desmatamento ilegal na Amazônia”. Neste caso, 83% concordaram totalmente, 8% parcialmente, outros 3% discordaram parcialmente e apenas 5% discordaram totalmente da afirmação.

Pesquisa com os parlamentares

Em parceria com o Instituto Demodata, o Avaaz também divulgou nesta quarta-feira uma pesquisa de opinião entre os parlamentares. Foram ouvidos 223 deputados federais, representantes de todos os partidos com cadeiras na Câmara. 49% disseram concordar plenamente com a afirmação de que o aumento do desmatamento na Amazônia é preocupante, enquanto outros 28% responderam que concordam. 11% afirmaram que não concordam e nem discordam da frase, 11% discordaram e 1% optou por responder que discorda totalmente.

Quando a pesquisa foca nos deputados integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária, o índice dos que concordam plenamente que o aumento do desmatamento na Amazônia é preocupante cai para 34%, e outros 36% responderam que concordam. Entre a bancada evangélica, os percentuais são respectivamente de 45% e 36%. Já entre aqueles que se declaram de oposição, os índices são 74% concordam plenamente e 20% concordam.

fonte: Congresso em Foco

 

GAZETA DO CERRADO
Instagram - Gazeta do CerradoInstagram: https://www.instagram.com/gazetadocerrado/
Twitter - Gazeta do CerradoTwitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
Facebook - Jornal Gazeta do CerradoFacebook: https://www.facebook.com/gazetadocerrado.com.br  
YouTube - Gazeta do CerradoYouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Imagem relacionada Grupo do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/DdY063ahwDvH7s5ufstyPE
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

Gazetadocerrado.com.br – Para mentes pensantes

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]