A importância do paisagismo na quarentena

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 12/04/2020

Última atualização em 12/04/2020 11:38

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Em tempos de Coronavírus, você que está lendo aqui também já deve ter sido, assim como eu, afetado psicologicamente, emocionalmente, profissionalmente e financeiramente por essa pandemia.

Pode me chamar de otimista, mas acredito que após a quarentena a maioria das pessoas se voltará para o que é realmente importante e essencial na sua vida. Daí morar em uma casa com área verde, ou num apartamento com vista voltada para uma praça, ter uma janela para uma árvore, ou mesmo ter mais plantas na estante de casa, são itens que vão entrar para a lista de desejos de muita gente.

Leia também: Quarentena: direitos e deveres de quem mora em condomínio

Presos em casa, percebemos que o contato com a natureza está fazendo muita falta e o pouco contato que temos com ela está sendo precioso. Aqui o que me salva é poder sair no quintal, regar a jabuticabeira, colher alguns temperos, sair pra ver o céu, e como a poluição diminuiu tem até aparecido mais pássaros.

Será um tempo para pensar na vida, reconectarmos com a nossa própria essência e o desejo pelo verde estará presente na cabeça de muitos. Percebemos que o planeta estava pedindo socorro, e o movimento de preservação ambiental e valorização da natureza deve ganhar muito mais força.

Leia também: Coronavírus: Como se prevenir

Vocês irão provavelmente ouvir falar muito de Design Biofílico e Neuro Arquitetura, pois esses assuntos têm ganhado muito espaço nos últimos meses. Materiais naturais e ecologicamente sustentáveis que tragam sensação de aconchego vão ganhar mais espaço, a arquitetura se preocupará mais com o conforto ambiental, com a ventilação natural, com a insolação adequada. E nesse conceito muitas plantas serão necessárias para integrar a arquitetura à natureza e reequilibrar a saúde física e mental das pessoas.

Num primeiro momento passaremos juntos por uma crise, estaremos mais focados nos itens de sobrevivência básica, mas depois tudo passa e sempre melhora…. Aposto nas hortas urbanas comunitárias e no aumento do plantio de frutíferas, em jardins funcionais com plantas comestíveis. A verdade é que a liberdade e a vida ao ar livre nunca foram tão desejadas como nesse momento de nossas vidas, não é? Mas por enquanto, só posso dar um conselho: #fiqueemcasa.

fonte: Site Casa e Jardim

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]