Ação de combate às drogas em Palmas teve Torneio de Basquete e palestra de Mano Reco

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 28/09/2019

Última atualização em 28/09/2019 12:28

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Um estilo de vida saudável em que a atividade física e o envolvimento com o esporte é a alternativa de integração social e prazer, com essa proposta o Programa Torneio de Basquete 3×3 – Enterrando as Drogas foi realizado nesta sexta-feira, 27, às 17 horas, na quadra de esportes do Jardim Aureny III. O evento contou com a participação do rapper Mano Reco, ex-vocalistas do grupo ‘Detentos do Rap’ e que tem o trabalho reconhecido nacionalmente. Além de cantar, Mano Reco também fez uma palestra para os atletas e entusiastas do basquete sobre os perigos e as ciladas oferecidos pelas drogas.

Mano Reco

Em sua palestra o rapper Mano Reco contou sobre sua experiência com o mundo das drogas e do crime e superação, que o levou a tornar-se um artista reconhecido nacionalmente. “Minha vida deu certo a partir do ponto que eu resolvi mudar. Quando falo sobre isso as pessoas se identificam e muitas também procuram uma forma de mudança, no meu caso essa mudança veio através do contato com o Evangelho”, contou Mano Reco.

O artista explicou ainda que a música é um dos instrumentos que materializou essa mudança. “A música acabou sendo uma válvula de escape; por várias vezes as pessoas têm escapes, porém alguns abraçam, outros não”, concluiu o músico, avaliando ainda que as pessoas que não abraçam essa oportunidade, muitas vezes por estarem preocupadas em mostrarem uma vida que não é real. “No final essa história é lamentável, porque poucas pessoas conseguem abraçar e viver as oportunidades. Pra mim a música é uma grande oportunidade que acabou dando certo também. E uma coisa foi levando à outra”, afirmou.

Em sua palestra, o rapper disse que quando fala sobre sua vida faz questão de enfatizar que é alguém que deu certo na periferia de São Paulo e que teria dado certo na periferia de qualquer lugar, por ter entendido que, a maioria das coisas que as pessoas mostram não é o que vivem. “Tem uma frase muito louca que fala: o sorriso na rua nunca vai refletir o veneno que eu passo dentro da minha casa e são coisas que eu falando aqui em Palmas, ou lá no Capão, ou em qualquer lugar de nosso País, as pessoas que vivem exatamente isso nas periferias vão se identificar”, destacou.

Na opinião de Mano Reco, o sofrimento e o risco do jovem se envolver com drogas ou com o crime é igual em qualquer lugar, seja na comunidade do Capão redondo, periferia da Zona Sul de São Paulo, ou nas periferias de Palmas. “As oportunidades que surgem para pessoas daqui e de lá são as mesmas. Infelizmente, antes do rap eu deixei de ter o meu pai como herói e passei a ter o tráfico e o traficante como meus heróis. Queria ter o que ele tinha; porque a droga proporcionou coisas pra ele que eu achei que seriam fáceis de conseguir, sem saber a realidade de dentro disso. E quando falo droga, me refiro a todo tipo de crime, a todo tipo de frustração, enfim”, falou o rapper, em seu alerta ao jovem palmense.

Município

O gerente de Políticas da Juventude do Município, Bruno Mendes explicou que a junção entre rap e o esporte tem o objetivo de alertar o jovem sobre o risco do envolvimento com o mundo das drogas, usando uma linguagem que seja agradável a este público. “O rap é um ritmo apreciado pela juventude e na periferia ganha ainda mais eco, porque é uma forma que esses garotos e garotas têm de se expressarem sobre anseios, a vida da comunidade. Então, a ideia é conscientizar para prevenir. É como diz a sabedoria popular: é melhor prevenir do que remediar”, destacou Bruno Mendes.

Ele ressaltou ainda que o rapper Mano Reco, além da música tem um testemunho de vida, uma história de superação para contar ao jovem palmense. “Ele já esteve do outro lado, conheceu o mundo do crime e conseguiu se libertar há 12 anos. Esse tipo de testemunho costuma ser mais eficaz do que uma palestra teórica. Por isso apostamos na ideia de levar o esporte e a música, aproveitando a passagem de Mano Reco por Palmas. Então, este evento do Basquete 3X3 é uma sementinha que plantamos hoje e agora esperamos que der bons frutos”, destacou o diretor de Juventude.

Já o gerente de Núcleo Setorial da Fundesportes, Nélio Lopes explicou que o evento Basquete 3X3, Enterrando as Drogas foi pensando com o objetivo de oferecer ao jovem da região Sul condições para que ocupem a mente com valores saudáveis, pratiquem atividades físicas e possam se afirmar como pessoas. “O esporte na vida do jovem é fundamental para promover a inclusão social e contribui com a formação e fortalecimento do caráter e escolhemos o Aureny III para receber este evento com o intuito de promover interação, apoiando e fortalecendo os praticantes do Basquete,  e ao mesmo tempo reforçar o trabalho de enfrentamento e prevenção ao consumo de drogas”, explicou.

Torneio

O Torneio Basquete 3X3: Enterrando as Drogas foi uma realização da Fundesportes e da Fundação da Infância e Juventude de Palmas, contou ainda com a parceria da Federação Tocantinense de  Basquete (FTB)  e a  Associação Amigos do Basquete de Palmas (AABP).

veja fotos:

fonte: Secom Palmas

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]