Confira dicas para não sobrecarregar a energia de sua casa e causar transtornos

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 13/12/2019

Última atualização em 13/12/2019 07:43

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

O cuidado com a rede elétrica é fundamental para evitar grandes transtornos como falta de energia, curtos-circuitos, incêndios em residências, comércios e outras estruturas. Uma atitude simples como informar à concessionária quando você amplia o seu consumo e adquire mais aparelhos para a sua residência, evita a sobrecarga de energia, garante a segurança e a qualidade no fornecimento do serviço. A sobrecarga nos transformadores ocorre quando a carga consumida pelo cliente é omitida ou informada incorretamente.  

“Sempre que o cliente ampliar o seu consumo, adquirindo mais aparelhos eletrônicos, como ar-condicionado, geladeira, por exemplo, é preciso informar a Energisa,” explica Graziela Matos de Jesus, coordenadora de Planejamento Operacional. Ela complementa ainda que a concessionária disponibiliza a energia conforme a necessidade relatada pelo cliente, de forma a assegurar que todos os equipamentos listados funcionem.  

Mas, declarar a carga pode deixar o valor da minha fatura mais cara? Não. A declaração de carga não tem impacto no valor cobrado na conta de luz, pois o valor da conta está ligado a quantidade de energia consumida, e a leitura do consumo é feita mensalmente. Assim, “declarar a carga só beneficia o cliente, que terá energia de qualidade em casa, explica Graziela”. 

O principal problema causado por uma sobrecarga é colocar em risco as instalações elétricas e consequentemente, as pessoas que estão no local onde há a sobrecarga. “É um risco para a segurança de todos, pois se os cabos e disjuntores estiveram mal dimensionados, podem sofrer aquecimento acarretando queima ou até incêndio na edificação”, enfatiza Graziela.  

Quando a carga é dimensionada corretamente, problemas como oscilação ou de nível de tensão são evitados e até a queima de transformadores, em alguns casos. Quando a declaração de carga é feita de forma correta, a Energisa pode fazer o dimensionamento da rede de distribuição (dos transformadores e dos cabos) necessária para atender adequadamente a unidade consumidora, mantendo assim a qualidade da energia recebida e a segurança.  

Confira as dicas: 

• Sempre que for solicitar uma ligação nova, faça a declaração da carga a ser atendida (quantidade de lâmpadas, equip­­amentos eletrodomésticos, tomadas, etc.), assim a Energisa irá definir a categoria do padrão de entrada. É importante que o cliente informe corretamente todas as cargas, principalmente as que causam perturbações e oscilações no sistema elétrico, como freezers, aparelhos de solda, ar-condicionado, são alguns exemplos; 

• No pedido de ligação informe se sua solicitação será para atendimento definitivo ou provisório;  

• Contrate profissionais habilitados para projetar e construir as instalações elétricas de suas edificações. 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]