Cozinha Show foca na identidade da culinária tocantinense

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 05/09/2019

Última atualização em 05/09/2019 15:15

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Os ingredientes da cozinha raiz reforçam ainda mais a identidade da culinária tocantinense nessa 13º edição do Festival Gastronômico de Taquaruçu, que para este ano trouxe uma nova roupagem com a proposta da Roda de Prosa e Oficina do Programa Culinária de Identidades. E na Cozinha Show, que antes recebia chefs nacionais, este ano o destaque é para a gastronomia autoral dos chefs tocantinenses. Outra grande novidade é que na quarta-feira, 04, em noite de estreia, os idosos dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) levaram memórias afetivas à Cozinha Show.

A Roda de Prosa e Oficina, coordenada pela especialista em Patrimônio Material e Imaterial, Simone Moura, reuniu nomes da gastronomia tocantinense no Bistrô Casa das Flores. Os chefs Eduardo Zonta do restaurante Quadra Contemporânea, Alexandre Silva do Choupana do Lago, e Tatianne Barros do Bistrô Casa das Flores falaram sobre suas cozinhas autorais e o orgulho que têm em reinventar pratos, antes tradicionais, com ingredientes do bioma do cerrado.

Simone contou que o Projeto surgiu da necessidade de resgatar os saberes legítimos ancestrais, incentivando o uso sustentável dos produtos da sociobiodiversidade local. “Esse encontro é um propósito livre de pré-conceitos, que proporciona uma conexão com a memória de quem somos, apresentando-se em forma de Culinária de Identidades – Memórias Afetivas. A isso chamamos transcender, pois a matéria está carregada dessa energia de pensamento que se materializa em Gastronomia, uma obra de arte, uma comida”.

Cozinha Show

Já na cozinha Show, comandada pela chef Ruth Almeida, embaixadora tocantinense, e pelo animador Batatinha, os idosos dos Centro de Assistência Social fizeram um show a parte de sabor. Os três vencedores do concurso gastronômico dos Cras levaram para o público do Festival Gastronômico ingredientes típicos da gastronomia regional, como o preparo dos pratos: Doce de Batata Doce, com Anália Francisca Vilarino do Cras de Taquari; Chambari com Abóbora, com Maria do Socorro do Cras de Taquaruçu; e Galinhada Tocantinense com Pequi, com Antônia Carvalho do Cras do Taquaruçu.

A chef Milena Barros, apaixonada pela cozinha de raiz, se intitula cozinheira, e fez questão de reforçar a identidade tocantinense em seus pratos. Ela que é figurinha já carimbada no Festival levou nessa edição o prato Galinhada de Cocá com Jambu. Um espetáculo de sabores que agradou ao público, pela facilidade no preparo e pela explosão de sabores.

fonte: Secom Palmas

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]