Dentre aliados e desafetos: Veja a repercussão e reação dos políticos do Tocantins sobre o pronunciamento de Bolsonaro

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 25/03/2020

Última atualização em 25/03/2020 19:42

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Maju Cotrim

 

A fala em rede nacional do presidente Jair Bolsonaro repercutiu em todo o Tocantins principalmente dentre as autoridades e políticos.

 

Eduardo Gomes- líder no Congresso

 

 

“Como líder tenho que analisar o que ele (o presidente) manda para o Congresso. Não misturo revanche digital com o momento que o país passa. Como líder no Congresso, todas as medidas de apoio a Estados e municípios tiveram 100% de apoio. Meu compromisso é ajudar 100% os municípios e o Estado do Tocantins. ”, disse.

Dulce Miranda

Foto: Divulgação

Dulce enviou nota, veja

Embora eu respeite pronunciamento do Presidente da República Federativa  do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, eu, minha família e meus colaboradores do gabinete, seguiremos a orientação, recomendação e determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS), bem como do Ministério da Saúde, na pessoa do Dr e Ministro, Henrique Mandeta do qual tem feito um excelente e exaustivo trabalho.

Juntos, todos nós poderemos recuperar uma economia, e os anais da história nos mostram que o mundo atravessou com sucesso inúmeras recessões econômicas, a mais recente em 2008.

Em relação a vida  só temos uma, e não há como recuperá-la. Aproveito e parabenizo os milhares de profissionais da área da saúde que têm feito um extraordinário trabalho, colocando inclusive a própria vida em risco para salvar outras vidas. Fiquem em casa!

Deputada Federal, Dulce Miranda

 

Cínthia Ribeiro

 

A prefeita Cínthia Ribeiro falou pelo Twitter que a capital vai manter as medidas. “A luta é para permanecermos vivos. Não há precedentes na história do mundo sobre o que estamos enfrentando. Até q me prove o contrário, estatisticamente e de forma muito segura … em Palmas vamos permanecer seguindo as medidas adotadas. São vidas em jogo, não vamos arriscar !”, disse.

 

Divulgação

 

Nesta quarta ela afirmou: “Bora agir, afinal é na cidade onde tudo acontece. Depois do pacote de medidas restritivas já trabalhamos um pacote de medidas protetivas, p tentar equilibrar. Cuidar da cidade e das pessoas é um conjunto de ações. Desafiador abraçar tudo ao mesmo tempo, mas estamos no caminho”, disse.

 

Presidente da ATM

 

Jairo Mariano, prefeito de Pedro Afonso – Divulgação

 

O líder municipalista e presidente da ATM, o prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano se manifestou: “Após ouvir o pronunciamento do presidente da república, digo a minha comunidade como prefeito com a responsabilidade para que fui eleito que posso pecar por exagero, mas não por omissão. Nossas ações continuarão”, disse.

 

Carlos Gaguim- vice líder na Câmara

 

(Divulgação)

 

“minha posição é que tem que cuidar dos velhinhos, que estamos cuidando….Não faltar a comida e trabalhar em cima de dados. O presidente tem dados. O pronunciamento foi de preservar vidas, hora nenhuma ele falou que quer que as pessoas morram,
foi o que eu senti”, disse á Gazeta do Cerrado.

 

Kátia Abreu

 

Senadora Kátia Abreu – Divulgação

 

No Twitter a senadora Kátia Abreu chegou a comentar: “Hoje na sessão on-line do Senado o sen. Flavio Bolsonaro convidou a todos p/ assistirem o pronunciamento do pai. Francamente senador. Não é possível que um jovem como vc pode concordar c/ essa atrocidade. Eu ainda tive esperanças no seu convite. Decepção total”, disse.

 

Célio Moura

 

Deputado Célio Moura – Divulgação

 

O oposicionista Célio Moura disse: “Bolsonaro é o #antipresidente. Enquanto presidentes do mundo todo protegem seus povos, Bolsonaro faz o contrário: despreza e ataca a dignidade humana, retira direitos e – praticamente – protege o #COVID19, ao negar sua letalidade. É preciso dar um basta nisso, para bem do Brasil. Esse presidente precisa ser interditado, está patentemente surtado.Toda orientação, indicada pela #OMS, #MinistériodaSaúde e pela #classemédica , é negada pelo #antipresidente em seu pronunciamento. Ele fala o exato oposto. Tudo ao contrário”, disse.

 

Tiago Dimas

 

Tiago Dimas

 

O deputado Tiago Dimas afirmou: “O Brasil está em guerra contra um inimigo invisível, sorrateiro e que já matou milhares no mundo. Apenas união e bom senso de quem comando o aparato estatal podem superar isso. Vamos respeitar a medicina!”, disse.

 

Ronaldo Dimas

 

“O que mais me preocupa neste momento é a falta de um posicionamento claro. No domingo medida provisória previa a suspensão de contratos por até 4 meses, numa clara demonstração de que a crise iria se agravar e parte dos trabalhadores deveriam ficar em casa fazendo cursos à distância. Segunda, suspende este artigo já que não previa remuneração. Terça, faz pronunciamento para não haver paralisação de nenhuma atividade econômica”, externou á Gazeta.

 

 

Dimas disse ainda: “Vamos manter a decisão tomada, suspendendo alguns tipos de comércio, mas mantendo a grande maioria desde que a comercialização seja remota. Várias atividades mantêm-se em funcionamento normal, conforme pode ser observado no decreto.Após a análise dos resultados dos testes que serão realizados a partir de hoje, já que por iniciativa própria adquirimos os kits rápidos, poderá haver alguma alteração, mas não nesta semana”, disse.

 

Laurez Moreira

 

Divulgação

 

“Meus prezados, sabemos que nos últimos dias várias medidas foram tomadas para preservar nossas famílias e evitar que esse vírus chegue até nós! O momento é de seriedade e muito cuidado! O momento ainda é de prevenção ao vírus! Não vamos abaixar a guarda! Precisamos que todos estejam focados em combater esse vírus!”, disse.

 

Deputado federal Vicentinho Júnior

 

“Acho que ele foi um pouco triste na forma como abordou a mensagem e envolveu pessoas e imprensa de maneira desnecessária, mas a essência da fala tem um certo sentido”, disse á Gazeta. “Discordo do modelo que cada Estado hoje está se comportando como se fosse uma federação”, opinou. Ele apelou para a união neste momento.

 

(Foto: Assessoria de Comunicação)

 

Vicentinho pediu a excepcionalidade para vacinação dos caminhoneiros e cobrança de pedágio. As propostas serão avaliadas pela Câmara.

 

Deputado Osires Damaso

 

“Vi na fala do presidente foi a grande preocupação com a economia das pessoas… Daqui a pouco as pessoas vão passar fome, passar dificuldade e não vai ter alimento. Concordo que o isolamento social tem que ter mas fortemente para as pessoas de risco e pessoas que tenham alguma doença crônica. Pessoas jovens e sadias não precisam de isolamento na minha opinião, tem que ter mais cuidado na minha opinião, usar os equipamentos de proteção individual, não participar de lugar fechado, não aglomerar, manter distância das outras pessoas. Essa pandemia e muito séria, temos que preocupar mas também como as pessoas vão se alimentar. Se passarmos todos 30 dias a portas fechadas será que a população vai resistir?”, Disse áudio Gazeta do Cerrado. Ele pregou uma dose de cuidado mas sem histeria.

 

Osires Damaso Foto: Divulgação

 

“Vejo que o presidente tem uma preocupação com o país e exageram na crítica para ver se derrubam ele. É um presidente de boas intenções e está com vontade de acertar”, disse.

 

Eli Borges

 

Deputado Federal Eli Borges – Divulgação

 

“Respeito o presidente, apoiei o presidente, mas o pronunciamento dele está destoante com a realidade do Brasil”, disse em entrevista á Gazeta.

 

Governador Mauro Carlesse e governo:

 

O governo do Tocantins se manifestou por nota na manhã desta quarta-feira, 25, após pronuncia oficial do presidente Jair Bolsonaro.

 

 

Veja a íntegra da nota do governo:

 

Nota

 

Seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde, o governador do Estado do Tocantins. Mauro Carlesse, adotou e mantém várias medidas para proteger a população e evitar a propagação do novo Coronavírus no Estado.

 

O Tocantins foi um dos primeiros estados a apresentar o plano de contingência para a Covid-19. Foi também um dos primeiros estados a criar um comitê de crise formado por todos os poderes, órgãos de controle, forças de segurança e especialistas em saúde, para debater a antecipação de ações com o objetivo de minimizar os impactos da chegada da doença ao Estado.

 

O governador Mauro Carlesse decretou estado de calamidade pública, já aprovada pela Assembleia Legislativa, determinou a aquisição de seis mil testes rápidos para aferir a Covid-19 e também o reforço no estoque de equipamentos de proteção individual para assegurar aos profissionais da saúde as condições necessárias para atenderem a população.

 

O Chefe do Poder Executivo também determinou a antecipação das férias escolares e a entrega de kits de alimentos para as famílias dos alunos da rede estadual. E ainda, autorizou os Secretários de Estado a implantarem o trabalho remoto para os servidores, preservando principalmente os grupos de risco, mas também outros colaboradores que podem realizar o trabalho em casa. Restringiu o número de passageiros em 50% da capacidade dos veículos do transporte intermunicipal e recomendou aos municípios o fechamento de empresas que não prestam serviços essenciais. Nesta terça-feira, 24, o governador Mauro Carlesse assinou Medida Provisória proibindo por 90 dias o corte no fornecimento de água e energia elétrica.

 

O Governo do Tocantins também mantém em todos os meios de comunicação, mensagens de orientação à população para que fiquem em casa. O objetivo é evitar a propagação do novo Coronavírus, proteger a população e não permitir que haja um colapso na rede de atendimento em saúde no Estado.

 

O Tocantins seguirá firme no propósito de manter a população livre do novo Coronavírus e conta com a parceria dos demais Poderes, dos municípios, dos órgãos de controle e, principalmente, com a população.

 

Juntos, o Tocantins vai vencer a guerra contra o Coronavírus!

 

 

 

#TocantinsContraCoronavírus

 

 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]