Equipe feminina de Palmas ganha três medalhas no Campeonato Brasileiro de Canoagem de Velocidade

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 03/09/2019

Última atualização em 03/09/2019 17:47

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A representante palmense Jennyffer Rayelle Nascimento Santos, 14 anos, conquistou três medalhas no Campeonato Brasileiro de Canoagem de Velocidade, sendo prata na categoria Canoa Individual Feminina 500 metros, e bronze nas Categorias Individuais  200 e 1000 metros. As provas aconteceram nos dias 29 de agosto a primeiro de setembro em Brasília. 

Jennyfer ainda alcançou o quarto lugar em duas categorias de canoa feminina na prova de dupla com a canoísta Geovanna Letícia, 13 anos, nas modalidades Canoa Dupla 1000 e 500 metros. Já Clarice Rodrigues de Souza, 12 anos, participou da categoria Mini  Caiaque Individual Feminino 1000m e 500m. Remou a semifinal dos 500m tendo ficado de fora da final por 2 milésimos de segundos.

“Estou muito feliz, queria ter ganhado o ouro, mas pelo pouco tempo de treinamento que tivemos me sinto realizada como atleta individual e de equipe, afinal foram três medalhas muito disputadas e desejadas”, disse Jennyfer, ressaltando ainda que espera para o ano que vem ser convocada para o Sul Americano, “quero focar nos treinamentos, recuperar as aulas escolares, e fortalecer a nossa equipe”, concluiu dizendo que esses são os melhores caminhos para que a canoagem seja destaque na Capital, atraindo muitas meninas tanto no caiaque como na canoa. 

A equipe Feminina de Canoa de Palmas participou pela primeira vez do Campeonato Brasileiro de Canoagem, com quatros atletas da Escola de Tempo Integral Almirante Tamandaré, tendo sido selecionados pelo projeto Segundo Tempo da Marinha do Tocantins, com parceria da Prefeitura de Palmas e a Marinha do Brasil, sob a orientação técnica do professor Raul Tamayo.

O evento contou ainda com a participação do canoísta várias vezes campeão brasileiro e dono de três medalhas olímpicas de canoagem Isaquias Queiróz que posou ao lado da equipe palmense de canoagem. 

Treinamento

O treinador professor Raul Tamayo resumiu que o pouco tempo de treino e as embarcações que não são as mais apropriadas para competirem fora de Palmas, foram as maiores dificuldades na competição, no entanto, a maior vitória foi a representação feminina de Palmas participando pela primeira vez do campeonato, e garantindo várias medalhas, que vão além de representar a grande conquista, servir de norte para os próximos passos da canoagem em Palmas.

“Durante o ano há várias competições, mas agora nosso principal objetivo é fomentar a canoagem feminina no Município com caiaque e canoa, mas queremos dar prioridade à canoa feminina, por se tratar agora de um esporte olímpico, mesmo porque Palmas tem muito potencial, afinal além do lago há muitas meninas com vontade e qualidade física para fazer canoa olímpica”, disse.

Tamayo diz ainda que foram três medalhas conquistadas por Jennyfer, mas foram também conquistas da equipe, “não estamos vendo somente o lado individualizado, o mérito individual já foi concedido no campeonato, com os pódios, aqui são as medalhas da equipe feminina de canoa”, declarou o técnico no momento em que aproveita para convidar de forma geral as meninas a fazerem canoagem pelo potencial que a cidade tem.

Centro de Canoagem

O treinador Raul Tamayo, que desenvolveu o projeto de canoagem na escola Almirante Tamandaré, explica que as atletas treinam pela manhã e à tarde, intercalando parte física, com corrida e força e treino de água e técnica, divididos no Parque Cesamar e na Marinha, mas que pretende ampliar as equipes com a construção do Centro de Canoagem.

“O mais importante é que essas conquistas são um primeiro passo de um projeto de escola de canoagem que pretendemos implantar em Palmas. Estou aguardando nosso centro de canoagem porque reconheço o potencial da Capital, principalmente agora que a modalidade canoagem de velocidade, será introduzida nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, no Japão”, concluiu o treinador. 

fonte: Secom Palmas

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]